EBSERH

Servidores do Hospital Universitário entram em greve

Segundo a categoria, a Ebserh ainda ão apresentou um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para 2017/2018 que satisfizesse as exigências da categoria

Reprodução

Trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) no Maranhão, assim como a categoria em todo o Brasil, iniciam nesta quarta-feira, 05, greve por tempo indeterminado.

A decisão foi unânime entre os membros da entidade após a Plenária Nacional dos funcionários da empresa, realizada no dia 26 de maio, em Brasília. No estado, os trabalhadores da Ebserh se reuniram na última quarta-feira, 30 , e decidiram acatar o movimento.

A direção do Hospital Universitário da UFMA aprovou a paralisação mediante o cumprimento de que um contingente de servidores continuaria trabalhando, sendo 70% dos servidores da Unidade de Terapia Intensiva e Centro Obstétrico , 50% da enfermaria e 30% nos demais setores.

Com a greve, houve suspensão dos serviços de marcação de consultas e procedimentos eletivos do centro cirúrgico.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Maranhão (Sindsep/MA), a Ebserh ainda ão apresentou um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para 2017/2018 que satisfizesse as exigências da categoria.

“Não podemos aceitar que o governo trate os trabalhadores dessa forma desrespeitosa. A categoria está unida e o sindicato viabilizará todas as condições necessárias para fortalecer o movimento paredista”, afirmou Raimundo Pereira, presidente do Sindsep/MA.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS