MANIFESTAÇÃO

Confronto acaba com seis pessoas presas em Bacabeira

Nesta segunda-feira, manifestantes bloquearam por três vezes o trecho do km 44 da BR 135. A Polícia Rodoviária Federal e o exército tiveram que intervir para controlar a situação

Reprodução

Durante esta segunda-feira, 28, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) junto ao exército teve de desobstruir com uso de força o trecho do km 44 da BR 135, localizado no povoado de Peris de Baixo, em Bacabeira. Foram três confrontos e no último, os participantes do protesto colocaram fogo em pneus e receberam as forças policiais com pedradas e fogos de artifício.

Ainda pela manhã os manifestantes realizaram o bloqueio total da via, só liberada algum tempo depois. O bloqueio teria sido motivado porque simpatizantes ao movimento dos caminhoneiros queriam impedir a passagem de um comboio de caminhões de combustível, que estava sendo escoltado pela PRF.

Durante a tarde houve nova manifestação com bloqueio total da BR. Por conta da resistência dos manifestantes, de acordo com a PRF, foi necessário a intervenção das forças policiais. No início da noite, houve um novo bloqueio da rodovia. No momento, a PRF, a ABIN e a Polícia Federal se reuniam para tratar da criação de um gabinete de crise.

Equipes então se dirigiram ao local da obstrução e foram recebidas com pedradas e rajadas de fogos de artifício. A polícia e o exército responderam com bombas de efeito moral e balas de borracha. Não houve feridos durante o confronto e ao final, por volta das 21h, a via foi liberada para a circulação de veículos. Seis pessoas foram presas e conduzidas para a sede da Polícia Federal em São Luís.

A polícia investiga quem foram os organizadores do protesto e apura se tinham ou não ligação com o movimento dos caminhoneiros.  O fato será elucidado e os responsáveis pelo motim podem responder judicialmente.  A PRF e o Exército permaneceram no local no intuito de evitar novas manifestações na rodovia.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS