OLHA O LEÃO

Prazo para declarar o Imposto de Renda termina segunda

A Receita Federal receberá os informes até as 23h59 do próximo dia 30, segunda-feira. Segundo a assessoria da Delegacia da Receita Federal no Maranhão, o estado sempre atinge o número de contribuintes

Foto: Reprodução

Até as 9h30 de ontem mais de 210 mil maranhenses já havia entregues suas declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2018. No Brasil, faltando menos de uma semana para encerrar o prazo, até ontem 17 milhões haviam entregue. No Maranhão, 337 mil precisam declarar. No Brasil, são 28,8 milhões de contribuintes. A Receita Federal receberá os informes até as 23h59 do próximo dia 30, segunda-feira. Segundo a assessoria da Delegacia da Receita Federal no Maranhão, o estado sempre atinge o número de contribuintes.

Sabe aquele ditado que diz que brasileiro deixa tudo para última hora? Se aplica ao acerto de contas com o leão também. A corrida aos contadores, os servidores de internet congestionados e as mudanças de um ano para o outro fazem com que muitas pessoas ainda tenham dúvidas sobre o que pode ser declarado no IRPF, o que acaba ficando para o último dia.

Segundo o contador Rafael Lima, o volume de declarações que chegam ao seu escritório na véspera do encerramento do prazo é quase igual ao dos que costumam se antecipar. “Às vezes a pessoa descansa mesmo. Ou vai tentar fazer e não consegue, aí vai protelando e acaba deixando para o último dia. Mas mesmo que falte alguma informação, o importante é que ele (contribuinte) não perca o prazo, pode até fazer a retificação posteriormente, pois, assim, ele fica livre do pagamento da multa pela não entrega da declaração, ou mesmo cair na malha fina”, aconselha. A multa é de até 20% do imposto devido, com valor mínimo de R$164,74.

Este ano houve algumas mudanças na declaração. Dentre os pontos que se tornam obrigatórios está o da inclusão do Cadastro de Pessoa Física (CPF) de dependentes a partir de 8 anos de idade, além do detalhamento mais específico de bens, como imóveis. Além disso, a Receita Federal este ano trouxe o aplicativo para celulares, que deve simplificar o processo de declaração, o incentivo à doação de parte do imposto aos fundos e programas sociais.

A partir deste ano é obrigatório informar o CPF de dependentes e alimentandos com 8 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2017. O decréscimo de 4 anos em relação ao ano passado, em que a idade mínima era de 12 anos, deve ser gradativamente diminuído segundo o supervisor da malha, José Tibério Coelho. “A inclusão do CPF em dependentes é um campo obrigatório que deve ser preenchido para a liberação da declaração. Nos próximos anos, essa idade deve ser reduzida até que em todos os dependentes de qualquer idade o CPF seja incluso”.

A Declaração pode ser elaborada de três formas: no computador, por meio do programa IRPF 2018, disponível no site da Secretaria da Receita Federal; por tablets e smartphones, pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível nas lojas de aplicativos a partir de 1º de março; pelo computador, através do serviço Meu Imposto de Renda, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), com o uso de certificado digital.

Todos que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017 devem declarar o Imposto de Renda 2018. Também devem declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40 mil no ano passado; quem teve, em 2017, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural; e quem tinha, até 31 de dezembro de 2017, propriedade de bens ou direitos de valor total superior a R$ 300 mil.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS