CASO LUÍS CARLOS

Motorista diz que bebeu 3 cervejas antes de causar acidente que matou médico

Segundo o delegado Sebastião Uchoa, Gilson foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da justiça

Foto: Divulgação/ Polícia

Após vistoria, uma tampa de cerveja foi encontrada no carro de Gilson Carlos Barros Ferreira, motorista que atropelou e matou o médico urologista na MA-204, enquanto pagava uma promessa, a pé, com a família, rumo a São José de Ribamar, na manhã deste domingo, 25.

Gilson estava em um veículo GM Celta, quando perdeu o controle do carro, atingido o médico que passava pelo local.

Segundo o delegado Sebastião Uchoa, Gilson foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da justiça. “Após uma vistoria no carro, foi encontrada uma tampa de cerveja na qual ele confirmou que havia ingerido  três garrafas de 600 ml da a bebida. Ele foi enquadrado por homicídio simples e embriaguez ao volante”, detalha o delegado.

Teste de alcoolemia positivo

Logo após o acidente que vitimou o médico, a Polícia Militar Rodoviária realizou dois testes de alcoolemia no condutor, que comprovaram a presença de álcool no sangue.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS