CARNAVAL FORA DE ÉPOCA

Lava-Pratos terá Acadêmicos do Tatuapé; veja programação completa

São José de Ribamar mantém a tradição com a realização do carnaval fora de época e terá a presença da escola bicampeã do carnaval de São Paulo deste ano

São José de Ribamar recebe neste fim de semana pós-Carnaval o tradicional Lava-Pratos, este ano em sua 72ª edição. A folia será comandada por grupos maranhenses e também pela Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé, bicampeã do Carnaval paulista, que homenageou neste Carnaval o Maranhão.

De acordo com a Prefeitura do município, o plano de estruturação e segurança para receber os brincantes está sendo finalizado, e ainda nesta sexta-feira, 16, haverá reunião envolvendo o aparato de segurança. Serão policiais motorizados, a pé e cavalaria, além do Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal.

Confira a programação do Lava-Pratos em 2018

Sábado, 17, a partir das 15h

Desfile dos blocos organizados
Shows com artistas locais

Domingo, 18, às 13h30

Samba Di Boa
Vânia e Vanessa
Banda Regional Fenix
Gargamel
Bicho Terra
Negra Jane
Banda Esfregue e Dance
Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé

Acadêmicos do Tatuapé

A Acadêmicos do Tatuapé, escola que cantou samba-enredo homenageando o Maranhão, fazendo um roteiro turístico por São Luís, Barreirinhas, Alcântara, São José de Ribamar, entre outros municípios, na Avenida Anhembi, em São Paulo, foi a grande campeã. Emocionado, o presidente da escola, Eduardo Santos, agradeceu ao santo padroeiro e disse que esse título foi abençoado por ele. “Estamos felizes com o resultado e temos certeza que as bênçãos que recebemos de São José de Ribamar abençoou a passagem da escola no Sambódromo”, disse.

Foto: Liga SP

O carnavalesco Wagner Santos, maranhense e um apaixonado pela cidade balneária, disse ter sido agraciado duas vezes: uma por ter sido o escolhido pela escola para levar enredo para o desfile e outra, por desenvolver uma história com o Maranhão, suas lendas, seus encantos, cultura… “Foi uma honra e um prazer poder divulgar a nossa história, a cultura do meu estado que tanto amo. E mais feliz ainda por termos sido campeões com essa história”, agradeceu o carnavalesco.

Origem e tradição do Lava-Pratos

“O Carnaval Lava-Pratos de São José de Ribamar é uma das manifestações mais significativas de nossa região e do país, assim como coloca essa prática entre as pioneiras no Brasil e nas formatações consideradas fora de época”. A observação é do jornalista, carnavalesco, escritor e professor do curso de Comunicação Social da UFMA, Euclides Moreira Neto, feito em texto publicado pelo escritor Herbert de Jesus Santos.

Segundo apontam historiadores e pesquisadores, o início de tudo foi no Carnaval da Vitória, em 1946 (em alusão ao fim da 2ª Guerra Mundial, em agosto de 1945), quando a agremiação ribamarense Batuqueiro Naval foi até a sede da Turma do Quinto, Turma de Mangueira e Águia do Samba, na terça-feira de carnaval, e de lá, as quatro desfilaram na Rua Grande. As escolas resolveram, então, retribuir a gentileza e começaram a peregrinação a São José de Ribamar, em função de terem se sagrado campeãs no carnaval da capital maranhense, fazendo a visita no fim de semana seguinte ao término do período oficial da festa momesca, iniciando assim a tradição.
Outra corrente popular diz que a festa leva esse nome porque os garçons que trabalhavam durante o carnaval resolveram fazer o seu próprio carnaval após o feriado oficial, já que não podiam se divertir junto com os demais foliões.

“Acho que essa versão de que teriam sido garçons os iniciadores da brincadeira é de quem pensa que aconteceu por aqui a mesma coisa que ocorreu com o bloco O Bacalhau do Batata, de Olinda, Pernambuco, quando um garçom, ocupado nos três dias de carnaval, botou nas ruas daquela cidade sua brincadeira numa quarta-feira de cinzas”, comentou, em publicação, o escritor Herbert Santos.

Fato é que a festa persiste e resiste. Segundo a prefeitura, para este ano estão sendo esperados pelo menos 100 mil foliões no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, na orla marítima. O evento é considerado como um dos primeiros carnavais fora de época do país. A 72ª edição do Lava-Pratos terá bandas de vários ritmos que se apresentarão na cidade.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS