BOM JESUS DAS SELVAS

“Foram 10 minutos de terror”, afirma presidente do bloco os Preocupados sobre tragédia

2 pessoas morreram eletrocutadas por um arame em Bom Jesus das Selvas, neste domingo, 11. A Prefeitura cancelou a programação do Carnaval por meio de nota na internet

Reprodução

“Foi um terror. Por que quando uma pessoa é eletrocutada não tem como socorrer” afirma presidente do Bloco, Luís Carlos.  Segundo ele, foram mais de 10 minutos de angustias, após um arame que decorava a praça João Fabricante se partir e cair sobre brincantes em Bom Jesus das Selvas madrugada deste domingo, 11.

No momento do acidente estava muito escuro, o que dificultava a visão. “Pedimos para ligarem as luzes do palco. Mas não fizeram”, lembra o presidente. “Até que desligaram a luz geral. Mas foi depois de um tempo foi que cortaram os arames”, afirma.

O que realmente aconteceu?

Segundo procurador geral de Bom Jesus das Selvas, Teide Bonfim, há relatos que os brincantes estavam puxando a decoração com um suporte de madeira confeccionados por eles. “As decorações estavam a 4,5 metros do solo. A atitude dos foliões teria sido predominante para que tenha acontecido o acidente”, afirma o procurador.

Questionado sobre essa atitude, Luís Carlos, dá outra versão. “Já tinha um fio no chão, e pessoas que tinham levado choque. A banda avisou logo sobre o perigo”, afirma. Para ele, a decoração estava baixa demais, o que facilitava o contato dos brincantes com o arame que sustentava a decoração. “Não sei o que ocorreu. Se foi um curto, ou alguma coisa. Mas o arame caiu em cima da galera do bloco. Por sorte, não morreu mais gente”, recorda.

Em nota a Cemar afirma que está apurando as causas do acidente. Segundo a companhia, não foi constatado nenhuma falha na rede de distribuição de energia elétrica no local do acidente. Somente após o laudo técnico, será possível esclarecer com precisão as causas do acidente.

Bom Jesus cancela Carnaval

Em nota publicada em redes sociais, a prefeitura de Bom Jesus das Selvas cancelou a programação carnavalesca. Segundo a Prefeitura de Bom Jardim, as vítimas e os familiares estão recebendo assistência do município. “Estamos dando apoio no sentido logístico, para que os corpos fossem entregues para a suas famílias”, afirma Teide Bonfim.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS