CORONAVÍRUS

No Maranhão

1730
32620
8639
932
MARANHÃO

Programa faz atividades educativas em combate anemia e baixo peso infantil

Estudantes participaram do projeto que estimula redução do índice de anemia infantil

Programa faz atividades educativas em combate anemia e baixo peso infantil

Mais de três mil crianças de 65 escolas foram atendidas pelo programa “Crianças Saudáveis, Futuro Saudável”, desenvolvido pela Inmed Brasil em parceria com a Eneva, nos municípios de Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes, onde se localiza o Complexo Parnaíba, que integra a produção de gás natural à geração de energia, compreendendo as usinas termelétricas Parnaíba I, II, III e IV.

As ações do projeto foram concluídas em abril deste ano e, de acordo com os organizadores, resultou na redução do índice de anemia infantil, de 27% para 21%, em Santo Antônio dos Lopes; e numa queda de 33% para 9,5% dos alunos, em Capinzal do Norte, entre 2012 e 2014. O projeto trabalha com a promoção de atividades educativas com foco na alimentação saudável e nutritiva das crianças, bem como na formação de multiplicadores de educação sanitária, nutrição, meio ambiente e sustentabilidade. Além disso, as atividades são colocadas em práticas, através de ações como o desenvolvimento de hortas escolares, por exemplo.
Programa faz atividades educativas em combate anemia e baixo peso infantil

Ainda segundo os organizadores, além da queda nos indicadores de anemia, os exames biomédicos também apontaram uma retração nos casos de antropometria (que medem peso e altura) nas crianças das duas localidades do interior maranhense. De acordo com avaliações, houve uma redução na proporção de crianças com baixo peso, de 43% para zero, no mesmo período. Além disso, 76% dos alunos que apresentaram alguma alteração de peso, em 2012, passaram para a normalidade, em 2014, e o indicador de sobrepeso diminuiu de 57% para 24%.
Uma das estratégias adotadas pela Inmed Brasil para alcançar os objetivos planejados foi repassar o conhecimento por meio da formação de multiplicadores. Este processo envolveu a capacitação de mais de 150 educadores e membros das comunidades nas áreas de educação sanitária, hortas e nutrição, desinfecção solar da água (SODIS) e sustentabilidade. Além disso, cerca de 100 merendeiras e agentes comunitários foram treinados em educação sanitária e nutrição.

Nova etapa
Uma nova etapa do Programa “Crianças Saudáveis, Futuro Saudável” está em execução na região Itaqui-Bacanga, em São Luís, onde já foram realizados exames de hemoglobina e verminose nas crianças de 15 escolas da localidade. O projeto resultou na implantação de hortas nas escolas municipais Evandro Bessa, Manuela Varela, Arthur Azevedo e Amaral Raposo, e promoveu reuniões de orientações com os pais.
Ao logo dos últimos três anos, o Programa beneficiou cerca de 7.000 famílias e membros das comunidades participantes no Maranhão e formou quase 300 professores em temas sobre educação sanitária, nutrição, meio ambiente e sustentabilidade, além de mais de 180 agentes comunitários de saúde e merendeiras de escolas treinadas. A ação tem como objetivo melhorar a qualidade de vida das crianças e transformá-las em agentes multiplicadores que compartilham com as suas famílias informações sobre higiene alimentar, pessoal e ambiental.

Hortas escolares

Outro fruto do Programa “Crianças Saudáveis, Futuro Saudável” foi a promoção de atividades com as hortas e ensino de técnicas de plantio, colheita e montagem de canteiros, além de ações educativas com as crianças, planejamento e uso da colheita na merenda escolar. A iniciativa resultou na construção de 20 hortas escolares e permitiu que elas se tornassem uma ferramenta pedagógica para trabalhar temas como sustentabilidade, meio ambiente e hábitos de vida saudáveis.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias