FAROL DA ILHA

Em coletiva, Corpo de Bombeiros relata falhas em edifício durante resgate

Foi apontada irregularidades no Bloco 1 do condomínio Farol da Ilha, local onde aconteceu incêndio em um dos apartamentos do 9° andar

Corpo de Bombeiros relata falhas em edifício durante resgate , incêndio, farol da ilha ponta da areia

O coronel Célio Roberto Pinto de Araújo do Corpo de Bombeiros relatou durante uma entrevista coletiva realizada hoje, que houve falhas na administração do edifício Farol da Ilha em relação ao incêndio. Ele apontou irregularidades no Bloco 1 do condomínio, local onde aconteceu incêndio em um dos apartamentos do 9° andar, além de não ter sido apresentado o Projeto de Incêndio e Pânico.

Esse projeto serve para orientar os bombeiros sobre a estrutura arquitetônica do prédio e os pontos de saída. Outra dificuldade encontrada pelos bombeiros durante o resgate das vítimas foi em relação às portas de fugas que estavam fechadas, mas deveriam estar com passagem livre e não trancadas. Também foram registrados problemas nos hidrantes e não havia reserva técnica utilizada contra incêndio.
Foi ressaltado que no local deveria possuir brigadistas, que são funcionários dos prédios, que têm a finalidade de informar quantas pessoas estavam em perigo e em quais locais. A administração do prédio foi notificada sobre esta situação. “No momento do resgate dos moradores observamos muitas irregularidades, havia muita sujeira no tanque de recalque. Não havia brigadistas que pudéssemos nos orientar”, disse o coronel.
Outro ponto destacado em relação à entrevista, é que anualmente são realizadas vistorias pelo Corpo de Bombeiros nos prédios, onde são analisados equipamentos de segurança do local, porém essa análise deve ser feita periodicamente pela administração do edifício, pois esta preocupação é maior pelos administradores somente no período próximo a inspeção.
“Queríamos destacar que os bombeiros realizam anualmente esta vistoria, mas que é necessário que as empresas que fazem manutenção e os próprios moradores cobrem da administração do prédio algum componente que apresente irregularidade”.
O Corpo de Bombeiros alertou que em caso de incêndio não se deve usar elevadores, fazer o uso das escadas com saída de emergência. Pois a primeira medida tomada nesta situação é o desligamento da energia elétrica do local, para que não haja propagações das chamas.
VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias