MELHORIAS

Prefeitura de São Luís realiza intervenções para obra de drenagem na Lagoa da Jansen

Na região da Lagoa da Jansen está sendo implantada uma rede de drenagem profunda com bueiro tubular triplo concreto e bueiro simples tubular concreto

Obras

A Prefeitura de São Luís deu início a mais uma obra de drenagem na capital maranhense. Na Avenida Professor Mário Meireles, na Lagoa da Jansen, nas proximidades da Rua dos Currupiões, no Jardim Renascença, está sendo implantada uma rede de drenagem profunda com bueiro tubular triplo concreto (BTTC) e bueiro simples tubular concreto (BSTC), ambas com canos de concreto de 600 milímetros. Também na região, estão sendo realizadas alterações no sentido do tráfego das vias próximas à Lagoa da Jansen.

“Nós temos desenvolvido frentes amplificadas de trabalho nas áreas de obras e de trânsito para que tenhamos mobilidade urbana com maior qualidade em nossa cidade. Executamos serviços de drenagem profunda, que garante o correto escoamento da água das chuvas e, com isso, maior durabilidade ao asfalto, o que consequentemente traz mais facilidade no deslocamento dos veículos”, informou o prefeito Edivaldo.
Na Lagoa da Jansen, já foi implantada uma rede de drenagem semiprofunda no cruzamento da Avenida Professor Mário Meireles com a Rua Nascimento de Moraes Filho. Custeada com recursos próprios, a obra permitiu o escoamento mais eficiente e rápido de águas de chuvas nesse trecho da Lagoa da Jansen, acabando com os transtornos para os moradores e transeuntes.
“Estamos atacando todos os pontos em São Luís onde há registros de inundações provocados pelas fortes chuvas”, assegurou o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, ao relacionar ações e intervenções da Prefeitura de São Luís para garantir a vazão natural das águas pluviais como a limpeza mecanizada para desobstrução de canais, galerias e de bocas de lobo.
Dentro do pacote de melhorias na mobilidade urbana, a partir da próxima semana, a Prefeitura de São Luís vai modificar o trânsito na Avenida Colares Moreira, no Renascença II, removendo o retorno de canteiro que dá acesso à Lagoa da Jansen e Holandeses. A mudança, coordenada pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), pretende acabar com o congestionamento no local, diminuir o número de colisões de automóveis e com a retirada do conjunto semafórico e dar mais fluidez ao trânsito. Durante o fim de semana, agentes da SMTT realizam blitz educativa no local, com panfletagem, informando as mudanças das vias.
“A mudança no trânsito encerra a série de intervenções realizadas pela SMTT no Renascença II. Com essa alteração, será resolvido o problema de congestionamento na região, ganharemos mais segurança, reduzindo o índice de acidentes por conta do retorno de canteiro e também ganharemos fluidez no trânsito com a retirada do conjunto semafórico”, explicou o secretário de Trânsito e Transportes, Canindé Barros.
Será fechado o acesso à Lagoa da Jansen para quem vem no sentido São Francisco-Renascença, na altura do posto BR. Quem vem do São Francisco e desejar acessar a Lagoa, deverá fazer o retorno de quadra logo acima, na altura da Rua das Sucupiras, próxima a Escola Superior da Magistratura do Estado do Maranhão (Esmam), e seguir pela Rua dos Ipês até a Rua dos Timbós para fazer o cruzamento na altura da Mark Pedras, para acessar a Rua das Juçaras, dentro do bairro e chegar a Lagoa.
Drenagem em outras áreas
Nesta semana, as equipes trabalharam nos canais da Divineia, Rio Calhau e Santa Rosa, além da desobstrução de galerias na Avenida Nossa Senhora da Conceição (Aurora) e Avenida dos Franceses. No Renascença II, foram realizados o serviço de limpeza e desobstrução de galerias situadas nas imediações do Tropical Shopping. Após as constantes operações de limpeza, desobstruções de canais e implantação de redes de drenagem, as históricas inundações que ocorriam no local não foram mais registradas.
Na Cidade Olímpica, a Prefeitura de São Luís, em parceria com o governo do Estado, está implantando uma rede de drenagem profunda com cerca de 1.200 metros de extensão, o que vai permitir o escoamento correto de águas pluviais e solucionar os problemas de alagamentos críticos no bairro no período de chuvas.
A obra consiste na implantação de uma tubulação de concreto, com diâmetro de 1.500 milímetros. A rede de drenagem tem início na Avenida 25 de Março, segue margeando a Cidade Olímpica e finaliza na Vila Sapinho, contemplando outras comunidades do entorno. O projeto prevê ainda a construção de bocas de lobos no decorrer da extensão, para captação das águas das chuvas.
Este ano, o serviço de limpeza mecanizada é realizado prioritariamente em 75 áreas consideradas pontos críticos de alagamento e utiliza retroescavadeira hidráulica para a retirada de areia, lixo e outros tipos de resíduos que vão se acumulando em razão do descarte irregular.
VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias