CORONAVÍRUS

No Maranhão

4550
121581
109186
3032
FAKE NEWS

Ataques a Felipe Neto vão acelerar PL das Fake News, anuncia Rodrigo Maia

Presidente da Câmara também convidou o influencer a contribuir com projeto de lei: “covardia é a virtude dos fracos”

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, anunciou que deve acelerar a tramitação do projeto de lei das Fake News, após testemunhar os ataques sofridos pelo influenciador Felipe Neto. O anúncio foi feito na tarde deste sábado (1/8), nas redes sociais, junto a um convite para que o rapaz possa contribuir nas diretrizes do polêmico texto, que desagrada parte da base governista, incluindo a família Bolsonaro.

No centro de uma série de pautas progressistas e com posicionamentos fortes, o influencer vem sendo alvo de fortes ataques digitais há bastante tempo, em especial a falsas acusações de crimes contra a infância. Nas últimas semanas, os ataques foram intensificados após um vídeo feito para o New York Times e à defesa ao ator Thammy Miranda, que, transexual, estrelará campanha de dia dos pais de uma marca de cosméticos. A tag #todoscontrafelipeneto chegou a ser um dos tópicos mais comentados no Twitter no país.

Em apenas 48 horas, mais de 3,5 milhões de interações com a página do influenciador foram registrados no Facebook, inclusive de famosas contas de bolsonaristas. Neto viu o nome ser associado à pedofilia dentro e fora das redes sociais. Além disso, recebeu fortes ameaças, anônimas e abertas – uma delas de um dos integrantes do grupo que jogou fogos de artifício no prédio do STF.

Poucos minutos depois, Felipe Neto disse estar interessado na colaboração proposta: “Convite aceito, Rodrigo. Vamos conversar! Muito obrigado pelo apoio”. Além de políticos, celebridades saíram em apoio ao influenciador. Algumas delas, a exemplo de Luciano Huck, acabaram também sendo alvos de ataques e associados à pedofilia. 

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias