Duelo de titãs

Conheça James Adler, o lutador que venceu o Rei Zulu nos anos 1990

A luta durou menos de dois minutos. James Adler venceu no primeiro round

James Adler começou a lutar aos sete anos, incentivado pelos pais que, por o acharem muito peralta, investiram na vida esportiva do garoto. “Aquilo foi se tornando uma coisa prazerosa de se fazer. Eu passava mais tempo na academia, do que em casa”, disse James.

Dedicado, Adler logo se destacou no cenário local e logo rendeu frutos: foi campão dos Jogos Maranhenses Escolares e dos Jogos Escolares Brasileiros. Seus pais decidiram investir ainda mais na carreira e o enviaram para estudos mais apurados fora do estado.

Aos 21 anos, Adler se instalou no Rio de Janeiro e em Fortaleza, onde buscou conhecimento com mestres renomados. Nesse último, tornou-se faixa preta em kickboxing – esportes de combate em pé, baseados em chutes.

Em 1991, após ser campeão norte-nordeste de muay thai, Adler buscava desafios ainda maiores. Foi quando atendeu a um chamado que viu na tevê. Quando o Rei Zulu convocava lutadores para desafiá-lo. “Eu era fã do Zulu. Ele era um ícone da luta no Brasil”, declarou.

A luta durou menos de dois minutos. James Adler venceu no primeiro round.

Vislumbrado com a vitória, Adler decidiu que iria diversificar seu leque de esportes.

Hoje, aos 52 anos de idade, é mestre de judô, jiu-jitsu, muay thai, kickboxing, entre outros esportes.

James tornou-se professor de artes marciais e transmite seus ensinamentos em uma academia que leva seu nome e em projetos sociais que realiza em comunidades carentes. “Quem é professor de artes marciais, vê muito mais a formação do ser humano do que do lutador”.

Apesar da vida mais pacata, Adler não rechaça a possibilidade de voltar a lutar. “Eu fiz uma luta há dois anos. Mas quero voltar a lutar Jiu-jitsu, kickboxing. MMA não dá mais”, sorriu.

Para finalizar, James Adler relembra uma mensagem que um mestre sempre repetia no ringue, e ele leva para toda a vida: “Não importa o que você faça na vida. Tente sempre ser o melhor”.

MOSTRAR MAIS