CORONAVÍRUS

No Maranhão

4193
78115
57370
1943
CORONAVÍRUS

Remédio para hepatite inibe replicação do coronavírus, aponta Fiocruz

Na pesquisa, foram avaliados dois antivirais, daclastavir e sofosbuvir, ambos usados no tratamento de hepatite C

(foto: Agência Brasil/Divulgação)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou, através de uma pesquisa, que medicamentos utilizados para tratar hepatite C são eficazes contra o novo coronavírus, que causa a covid-19. Os estudos foram publicados no site de pré-print bioRxiv. No entanto, eles ainda requerem aprofundamento e revisão.

Segundo a Fiocruz, observando o efeito em células, os pesquisadores constataram efeitos positivos, além da redução de inflamação associada aos casos graves da doença. Na pesquisa, foram avaliados os antivirais daclastavir e sofosbuvir, ambos usados no tratamento de hepatite C.

Em experimentos in vitro com três linhagens de células, incluindo células pulmonares humanas, o antiviral daclastavir impediu a produção de partículas virais do novo coronavírus que causam a infecção. A produção de substâncias inflamatórias, típica em pacientes graves, também foi reduzida.

Em relação ao sofosbuvir, outro remédio para hepatite, este foi menos eficiente do que o daclastavir. Embora ele também tenha inibido a replicação viral em linhagens de células humanas pulmonares e hepáticas, não apresentou efeito em células Vero, derivadas de rim de macaco e muito utilizadas em estudos de virologia.

O próximo passo agora é conseguir enquadrar o daclastavir entre as drogas testadas para os efeitos fora da bula e que tiveram ação de combate ao novo coronavírus. O estudo alerta, no entanto, que, após aprovado, qualquer uso deve ser feito no âmbito experimental e com controle de médicos, já que a automedicação pode ter efeitos reversos. 

Coronavírus

A Covid-19 já infectou mais de 9,6 milhões de pessoas no mundo e matou quase 490 mil, segundo o painel global da universidade Johns Hopkins. No Brasil, os dados de ontem (25) do Ministério da Saúde contabilizam 1.228.114 casos e 54.971 óbitos.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias