CORONAVÍRUS

No Maranhão

1800
27979
7117
887
QUARENTENA

“Evitem viajar na semana santa”, diz Flávio Dino

O Governador emitiu um Ato Restritivo sobre quem poderá sair de São Luís no feriado, para evitar a disseminação no vírus no interior

Reprodução

Em pronunciamento na manhã desta terça-feira (07), o governador do Maranhão, Flávio Dino, falou sobre os atuais números de óbitos e casos confirmados do novo coronavírus no estado e também sobre as medidas protetivas e restritivas que o governo deve tomar quanto ao feriado da Semana Santa.

Nesta terça-feira (7), subiu para oito o número de mortes pelo novo coronavírus no Maranhão. No total, são 204 casos confirmados de Covid-19 no Estado.

Segundo Flávio Dino, o Ministério da Saúde repassou novas diretrizes e o Governo do Estado estuda como adotar as novas medidas no isolamento. O Governador reafirma que tudo depende do avanço de casos, mesmo com os números crescendo, o Maranhão se mantém abaixo das projeções.

Na próxima semana, a luz da realidade concreta, vamos definir os locais em que, eventualmente, será possível algum tipo de atenuação das medidas preventivas (…)

Se for necessário, vamos tornar ainda mais duras (…)

A circulação de pessoas é um caminho de disseminação do coronavírus. Evitem viajar no período da Semana Santa. Façam este sacrifício, não pelo Governo ou o Governador, mas pelos profissionais de saúde.

Governador Flávio Dino

Ele falou ainda sobre a necessidade de proteção aos profissionais de saúde, ele afirma que o estado não tem a capacidade de aguentar a demanda de infectados por parte dos profissionais. “Não adianta ter leitos, equipamentos e hospitais, se os profissionais de saúde ficarem doentes, porque não haverá quem cuide das pessoas”, explicou Flávio Dino.

Ele lembrou ainda que prefeitos de todos os municípios do estado podem e devem adotar medidas de prevenção em suas cidades.

Ato restritivo sobre saída de São Luís

Dino revelou que emitiu hoje um Ato Restritivo de pessoas que podem sair de São Luís, já que a capital concentra a maioria dos casos e se ocorrer a proliferação do vírus no interior o sistema de saúde do estado ficará sobrecarregado.

As medidas sobre a restrição devem ser divulgadas em breve.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias