Saúde

Cemarc inicia marcação diária de consultas e exames

Desde agosto do ano passado, a Central de Marcação de Consultas e Exames (Cemarc) que registra atendimento a cerca de 38 mil pessoas por mês, tem passado por uma série de mudanças para otimizar o atendimento

Reprodução

A partir do mês de julho, os agendamentos de todas as especialidades médicas para unidades de saúde da rede pública pela Central de Marcação de Consultas e Exames (Cemarc) poderão ser realizados em qualquer dia da semana.

Com uma reestruturação física, investimentos em equipamentos e capacitação de funcionários, as melhorias visam acabar com o cenário problemático das marcações de consultas, que era realizado uma semana a cada mês. “Estamos conseguindo transformar o que por muitos anos foi um incômodo, um cenário de filas, de muito tempo de espera. Para agora conseguir consolidar mais essa importante mudança, ampliamos o atendimento para mais gente ter acesso, modernizamos o sistema e trocamos de equipamentos para dar mais rapidez, descentralizamos os pontos de marcação para melhorar o fluxo de pessoas, acabamos com a senha de pré-agendamento, que fazia as pessoas perderem muito tempo”, enfatizou o prefeito de São Luís, Edivaldo, em visita à central na última semana.

O processo de mudança na Cemarc, que registra atendimento a cerca de 38 mil pessoas por mês, teve início em agosto de 2017, quando foi iniciado o mapeamento das necessidades e dos problemas para compreensão do fluxo de marcação. O objetivo maior do trabalho era acabar com a semana de marcação de consultas, quando a demanda se acumulava e as filas se formavam.

Melhor atendimento

Houve, ainda, nesse processo de modernização, melhorias na estrutura e troca dos equipamentos nas 23 unidades de marcação de consultas distribuídas pela cidade. Os profissionais também passaram por treinamento e a implantação Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), do Ministério da Saúde, será finalizada no mês de agosto. O Sisreg substitui o Websis, sistema local que era utilizado para as marcações.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho, destaca ainda que, com as mudanças, São Luís sairá do rol de cidades brasileiras que enfrentam problemas com a marcação de consultas e exames. “Em muitas cidades brasileiras a população sofre com problemas nesse processo de marcação. Estamos muito felizes em perceber que essa mudança beneficia principalmente a nossa população”, disse.

As melhorias favorecem tanto os usuários do sistema público de saúde quanto os funcionários. “Melhorou muito. Antes os equipamentos eram precários e a unidade era lotada em dias de marcação. Hoje em dia, o usuário chega e é logo atendido, e a tendência é melhorar ainda mais com mais essa mudança. Até a nossa qualidade de vida melhorou com esse novo ambiente de trabalho”, afirmou a marcadora de consultas, Alaine Carvalho.

23 pontos de marcação

As mudanças no sistema de marcação de consulta começaram em 2014, quando a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), ampliou para 23 o número de pontos para autorização de consultas e exames realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desde 2014, além da Cemarc, na Alemanha, os usuários dos serviços da rede municipal de Saúde podem marcar consultas e exames em unidades localizadas em diversos bairros da cidade. A proposta da Prefeitura de São Luís é fazer com que outras oito unidades também sejam pontos de marcação de consultas e exames.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS