contra idoso

Defensoria do Estado registrou mais de 426 denúncias de violência contra idosos

Segundo o defensor-geral, o relatório do Ciapvi aponta também a negligência, o abuso financeiro e a violência psicológica como os tipos de abuso mais registrados pela instituição

Reprodução

O Centro Integrado de Apoio e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa, da Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), registrou 1.381 casos de violência contra o idoso em 2017. Este ano, de janeiro a abril, a instituição recebeu mais outras 426 denúncias, envolvendo maiores de 60 anos. Os dados foram revelados pelo defensor-geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos, que conduziu, nesta terça-feira ,05, o lançamento da Campanha de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa 2018. O evento, realizado no auditório da sede da DPE/MA, em São Luís, reuniu dezenas de representantes da rede de proteção do segmento, parceiros da instituição na campanha, que se estenderá durante o mês de junho.

Segundo o defensor-geral, o relatório do Ciapvi aponta também a negligência, o abuso financeiro e a violência psicológica como os tipos de abuso mais registrados pela instituição. E Centro, São Francisco e Bairro de Fátima como os bairros da capital onde os indicadores de violência contra o idoso são mais elevados. “Entendo que a força maior da Defensoria Pública está na articulação com os Poderes e as instituições, e na proximidade com a sociedade civil. E por essa razão parabenizo toda a rede de proteção do idoso. Sem esses parceiros os números da violência contra o idoso seriam ainda maiores”, destacou Alberto Bastos.

“O Ciapvi, ano passado prestou mais de 9 mil atendimentos e ainda promoveu um curso de cuidador de idosos em 41 municípios do Estado. Tal capacitação é um importante instrumento de prevenção dessa violência. A nossa intenção à frente da Defensoria é formatar um projeto que seja replicado em todos os núcleos do interior que vise a proteção do idoso”, acrescentou o defensor-geral.

A campanha de Conscientização da Violência contra a Pessoa idosa, que este ano trabalha a temática “Violência contra a pessoa idosa é necessário prevenir, é possível superar”, é um dos compromissos assumidos pela Defensoria estadual no Pacto de Gestão pelo Envelhecimento Digno e Saudável do Estado do Maranhão e ainda marca as comemorações alusivas ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho. Além disso, 2018 foi escolhido como o Ano de Valorização à população idosa, com base na Lei 13.646/2018, o que se deu em razão da Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos, celebrada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) em 2015.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS