Vestibular

Maranhenses podem ter 20% a mais na nota da UEMA

Projeto de deputados pode dar bonificação para estudantes que terminarem o ensino médio em escolas públicas ou particulares do Estado

Reprodução

O Reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Gustavo Costa, recebeu, nesta terça (02), em seu gabinete, os deputados estaduais Cleide Coutinho e Roberto Costa. O intuito foi discutir um sistema de bonificação, que atribua 20% aos pontos obtidos no vestibular da Instituição, pelos vestibulandos que residam no Estado, que tenham cursado o 9º ano do Ensino Fundamental e o Ensino Médio (1º, 2º e 3º anos) em Escolas Públicas ou Privadas deste Estado e optem pela graduação em qualquer um dos Campus da UEMA.

Na Universidade, mais de 90% dos acadêmicos são maranhenses. Média que se mantém individualmente em cada curso ofertado, com exceção do de Medicina, onde o índice cai para 43%.

“Então, nós recebemos de forma muito propositiva essa proposta dos deputados. Vamos dar início aos estudos. O nosso objetivo é que essa proposta possa se reverter efetivamente num acréscimo de oportunidades no critério mais justo de uma universidade estadual, que tem o compromisso com os jovens do Estado. Então, vamos iniciar essas conversas, essas análises e vamos manter permanentemente com a Assembleia Legislativa uma agenda para avançarmos no texto deste Projeto de Lei. É claro que vamos ter alguns cursos que serão mais diretamente beneficiados, como é o caso de Medicina. Com esse sistema teremos um acréscimo de oportunidades para os alunos maranhenses e, com isso, dar possibilidade no futuro para que eles possam fixar sua atividade profissional no Estado. E esse é o compromisso natural, é a essência de uma universidade estadual”, disse o Reitor.

De acordo com o Deputado Roberto Costa, “o que foi explanado aqui pelo Reitor tem completa razão de ser. Então, podemos adequar o modelo que já existe, somente aperfeiçoando o que já acontece. É uma forma de garantir ainda mais o acesso do estudante à Universidade. Esse é um avanço social grande”.

“O nosso interesse é que as pessoas que residem no Estado, se formem e trabalhem aqui. Estamos, pensando, assim, em mais do que beneficiar os maranhenses, mas na evolução do Maranhão. Tenho plena confiança de que tal iniciativa acontecerá. Vi aqui a boa vontade do Reitor e com certeza conseguiremos”, destacou a Deputada Cleide Coutinho.

As tratativas e análises serão iniciadas e na medida em que forem avançando, a ideia é que já vigore ano que vem.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias