EM SÃO LUÍS

Projeto de Lei quer proibir que motoristas de ônibus também sejam cobradores

A proposta foi apresentada através de uma alteração na Lei 3.676/98, que proíbe a demissão de cobradores, após a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica.

Recentemente, na capital maranhense, alguns veículos de transporte coletivo vêm apresentando uma mudança inusitada: a ausência de cobradores. Mesmo que seja uma ideia ainda em fase de testes, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão garante que 20% de toda a frota da Grande São Luís já estão circulando sem cobradores.

Nas redes sociais, são diversos posicionamentos sobre a situação que ainda está repercutindo de maneira negativa entre os usuários e profissionais dos coletivos.

Leia também: Alguns ônibus em São Luís passam a circular sem cobradores

Na Câmara dos Vereadores, Umbelino Júnior (Cidadania 23) apresentou, um projeto de lei que deseja proibir que os motoristas de ônibus e micro-ônibus que operam nos coletivos acumulem dupla função, impossibilitando que os mesmos sejam cobradores.

Foto: Reprodução

A proposta foi apresentada através de uma alteração na Lei 3.676/98, que proíbe a demissão de cobradores, após a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica.

No projeto apresentado, os consórcios que descumprirem a norma, devem ter os veículos retirados de circulação e em caso de reincidência, será suspensa a permissão da linha em que o veículo faz o trajeto.

Após ser protocolado, o projeto de lei deverá ser votado ainda esta semana na Câmara Municipal de São Luís.

O superintende do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) de São Luís, Luís Cláudio, afirmou que as empresas escolheram tirar a função de cobrador apenas nas “linhas alimentadoras”, onde a maioria dos passageiros não usa dinheiro, e sim cartões magnéticos.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias