Reforma

Flávio Dino critica carta-manifesto de governadores sobre Previdência

Governador do Maranhão não assinou carta e questiona a veracidade da assinatura dos outros 25 governadores

Foto: Reprodução

Em seu twitter, o governador Flávio Dino criticou a carta-manifesto assinada por 25 governadores (exceção do Maranhão e da Bahia) e chegou até a duvidar da veracidade da maioria destas assinaturas.

“Circula uma carta de apoio com supostas 25 assinaturas de governadores, várias não confirmadas. Não assinei a carta por considerar que o projeto do Governo Federal é injusto e precisa melhorar muito. Só o diálogo ponderado pode resultar em um projeto equilibrado”, afirmou.

O mote principal do documento é a defesa da inclusão dos servidores dos Estados e Municípios no regime geral de aposentadoria no sistema previdenciário que será aprovado no Congresso Nacional.  

Além disso, há a possibilidade de que a carta tenha sido divulgada precipitadamente com alguns pontos ainda a serem discutidos pelos governadores. Apesar disso, Dino também continuou a criticar a Reforma da Previdência, objeto principal do documento.

“Não apoiarei genocídio contra os mais pobres e mais necessitados. Nem apoiarei a destruição da Seguridade Social com a tal da capitalização, de interesse dos bancos.”, finalizou.

Há no cenário uma tendência clara no sentido de que Estados e Municípios sejam incorporados à Reforma da Previdência, e é muito provável que o Maranhão seja incluído. Mas até que todos os acordos definitivos sejam firmados na seara dos pontos polêmicos, o que deve acontecer na próxima terça-feira (11), quando os governadores se reunirão em Brasília para bater martelo, o governador Flávio Dino usará o seu espaço político para defender suas posições.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias