Polêmica

Presidente da UDN acusa “impostor” de usar nome do partido no Maranhão

Segundo representante oficial do partido, não há nenhum convite formal para o Coronel Monteiro ser presidente estadual

Reprodução

Antes mesmo de sua consolidação como partido, a UDN tem causado polêmicas pelo Brasil. O futuro presidente do partido, Marcus Alves de Souza, denunciou que existe outro “personagem” percorrendo o Brasil utilizando-se do nome da UDN para conversar com autoridades e “arrecadar” assinaturas.

Marco Antônio Vicente, sob o codinome Marco Vicenzo, chegou a anunciar o nome do Coronel Monteiro como presidente estadual da UDN. Ocorre que Vicenzo não tem legitimidade alguma para isso.

Segundo Alves de Souza, não há nenhum tipo de ligação entre a UDN e Marco Vicenzo, ao contrário do que vem afirmando este último.

“Existe um estelionatário utilizando o nome do partido. É um caso de polícia. Já foi feita uma denúncia no TSE. Não quero que prejudique o partido, que quero transformar no partido mais sério do país. Sem corrupção. Nenhum político com processo pode entrar na UDN”, afirmou Alves de Souza.

Além disso, o presidente do partido confirmou que há sim um grupo no Maranhão recolhendo assinaturas para a homologação da UDN no Estado. A expectativa dele é que em dez dias seja consolidado o diretório estadual registrado devidamente no TRE.

“Esse caso virou uma coisa muito chata. O Coronel Monteiro, que é um senhor de idade e me parece uma boa pessoa, foi enganado. Devemos anunciar o nome do nosso presidente estadual aí no Maranhão quando tiver tudo registrado”, completou.

A reportagem tentou contato com o Coronel Monteiro, mas não conseguiu respostas.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias