IMPASSE

Município de Davinópolis continua com “dois” prefeitos

Presidente da Câmara assumiu a prefeitura por conta da prisão do vice Rubem Firmo, que está preso sob acusação de ter mandado matar o prefeito Ivanildo Paiva, em 2018.

Reprodução

A prefeitura do município de Davinópolis vive uma crise administrativa desde o assassinato do prefeito Ivanildo Paiva, ocorrido, em novembro do ano passado. A cidade tem atualmente dois prefeitos. Um deles o presidente da Câmara de Vereadores que assumiu a prefeitura por 90 dias para convocar nova eleição, mas já se passaram mais de 120 dias e até o momento não aconteceu.

Em 2018, Ivanildo Paiva (PRB) estava no segundo ano do seu último mandato consecutivo, quando foi assassinado a tiros no dia 11 de novembro. O vice, José Roberto Rubem Firmo, que também pertencia a mesma legenda, assumiu o cargo seis horas depois do sepultamento Mas. Rubem Firmo foi preso pela polícia 48 dias, no dia 31 de dezembro, por ter sido apontado como mandante  do crime.

Como manda a lei orgânica do município, assumiu o presidente da Câmara, o vereador Raimundo Nonato, conhecido também como Raimundo Coquinho. De acordo com a lei, Raimundo Coquinho teria o prazo de 60 dias que poderiam ser prorrogados até 90 para convocar novas eleições. Só que o prazo venceu em março. E a situação ´permanece a mesma.

Segundo informações da procuradoria-geral do município, enquanto poder judiciário não julgar Rubem Firmo, a prefeitura de Davinópolis continuará sob o comando de Raimundo Coquinho que continua despachando normalmente.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias