Parlamento

Rigo Teles (PV) e Fernando Pessoa (SDD) trocam acusações por conta de time de futebol

Os deputados estaduais fizeram o uso da tribuna para fazer troca de acusações por conta da situação crítica do Cordino Esporte Clube

Reprodução

Futebol foi tema de discussão na Assembleia Legislativa do Maranhão na sessão ordinária desta terça-feira (19). O deputado estadual Rigo Teles (PV) subiu na Tribuna para falar da atual situação do Cordino Esporte Clube. Segundo o deputado, hoje o time passa por dificuldades financeiras e corre o risco de ser rebaixado no campeonato maranhense. Para Teles, a atual direção do time nada tem feito para contornar a situação do time de Barra do Corda.

As declarações não foram bem digeridas pelo também deputado estadual Fernando Pessoa (SDD). Pessoa também fez o uso da tribuna para contestar as informações de Rigo Teles. O estreante da Assembleia Legislativa disse que atualmente passa por dificuldades mas tem se esforçado para enfrentar a crise. “Queria que subissem aqui não para somente criticar, mas também para buscar soluções”, disse Fernando Pessoa ao jornal O Imparcial.

Com o uso da palavra, Rigo Teles disse que os jogadores estão sem salário e citou o caso do atacante Ulisses e aproveitou para perguntar qual motivo do jogador ter sido demitido. Fernando Pessoa, em resposta, disse que o atacante recebeu proposta do Sampaio Corrêa.
Rigo Teles rebateu afirmando que o jogador foi perseguido depois de durante a campanha fazer um vídeo declarando ao deputado do Partido Verde.

“Não há perseguição. Os tempos são outros, hoje o governador do estado é Flávio Dino e o prefeito de Barra do Corda é Eric Costa. Ao jornal O Imparcial, Rigo Teles disse que o jogador tem a receber do Cordino cerca de R$ 28 mil reais.

Negócios familiares dos Teles com o Cordino

O clima esquentou quando o deputado Fernando Pessoa (SDD) acusou a família de Rigo Teles de manter negócios com o Cordino. O jornal O Imparcial perguntou ao deputado Fernando Pessoa quais seriam esses negócios.

“Eles faziam vários negócios, eu vou provar, vou trazer para a Tribuna e mostrar os bloqueios judiciais, já estou pedindo para minha equipe mostrar os bloqueios judiciais. Eles aconteciam quando o Cordino era comandado pelo então presidente, Antônio Filho, o time compras ‘não sei de que’ em algumas lá em Barra do Corda.”, acusa Pessoa.

Indagado pelo jornal O Imparcial, o deputado estadual Rigo Teles nega as acusações. “O presidente que ele diz não é da minha família. Quero que ele mostre quais são esses contratos, que dinheiro é esse e onde foi gasto”, rebateu. O deputado Rigo Teles disse ainda que vai fazer as representações necessárias contra o deputado Fernando Pessoa.

Situação do Cordino

A situação do Cordino Esporte Clube hoje é delicada. Está na lanterna do campeonato maranhense com nenhum ponto em três partidas disputadas. O próximo jogo do time de Barra do Corda é contra o invicto Moto Clube. O jogo foi antecipado para sábado. Mas há um porém. O deputado Rigo Teles disse ainda que em contato com o elenco do time soube que os jogadores pode não entrar em campo contra o Moto. “Eles me informaram que se não receberem até quinta-feira (21), eles não entram em campo jogo do final de semana”, finaliza Teles.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias