BRASÍLIA

José Sarney e Fernando Collor marcam presença na posse de Bolsonaro

Os dois ex-presidentes e suas respectivas esposas estiveram na primeira fila das cadeiras para convidados no Salão Nobre do Palácio do Planalto, sede do Executivo e onde aconteceu parte das solenidades

Logo após ser empossado presidente da República no Congresso Nacional, Jair Bolsonaro foi para o gabinete da Presidência do Senado, onde encontrou com os ex-presidentes Fernanco Collor de Mello e José Sarney (Foto: Facebook/Fernando Collor de Mello)

O senador e ex-presidente Fernando Collor (PTC) foi a primeira autoridade a chegar no Congresso Nacional nesta terça-feira (1º) para a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). O ex-presidente José Sarney (MDB) chegou na sequência, e de maneira discreta preferiu não falar com a imprensa. Sarney deixou o Senado em 2015, mas continua a ter participação ativa nas decisões de seu partido.

Os dois ex-presidentes e suas respectivas esposas estiveram na primeira fila das cadeiras para convidados no Salão Nobre do Palácio do Planalto, sede do Executivo e onde aconteceu parte das solenidades.

Veja Também

O Itamaraty informou que todos ex-presidentes foram convidados para a posse de Bolsonaro, menos Lula, que está preso. Dilma Rousseff (PT), cassada após o polêmico processo de impeachment, em 2016, e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que governou o País de 1995 a 2002, não compareceram ao evento.

Jair Bolsonaro foi eleito em outubro de 2018 com mais de 57 milhões de votos, e tomou posse como presidente da República neste dia 1º de janeiro. A cerimônia começou no início desta tarde, com atos no Congresso Nacional, às 15h (horário de Brasília), e no Palácio do Planalto e no Itamaraty.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS