ELEIÇÕES 2018

Empresários são maioria na Assembléia Legislativa do Maranhão

Ao todo, 13 profissões foram contabilizadas entre os deputados da Assembléia Legislativa do Maranhão, tendo destaque para empresários que somam 13 deputados com essa ocupação fora da vida pública

Reprodução

Há quem acredite que político é uma profissão, mas está mais para ocupação do que profissão. Em cargos eletivos, é uma ocupação transitória que pode ser renovada a cada 4 anos, no caso de deputados e vereadores. No executivo, o gestor pode ter no máximo 8 anos seguidos, os mandatos dos senadores é o mais extenso, são 8 anos representando seus respectivos estados no Congresso Nacional.

O jornal O Imparcial trouxe em reportagem, ontem, em sua versão digital, que pouco mais de 2% do eleitorado têm curso superior completo, enquanto isso, mais de 44% dos candidatos das eleições de 2014 possui o curso superior completo. Diante desses dados, O Imparcial levantou a ocupação dos deputados estaduais, fora da vida pública. As ocupações são divulgadas no próprio site da Assembléia Legislativa do Maranhão, alguns deputados afirmam ter mais de uma ocupação fora da “Casa do Povo”.

É o caso, por exemplo, do deputado Wellington do Curso (PSDB) que é empresário e também se declarou professor. O presidente da Assembléia, Othelino Neto (PCdoB), é economista e jornalista (com pós em marketing político). Porém foram os empresários que representaram maior relevância entre os deputados que ocupam cadeira na AL-MA. Ao todo 13 declararam ter como profissão a função de “empresário”, seguido de advogados, com 8 parlamentares e logo depois administradores.

Policiais, a AL-MA conta com dois parlamentares. Um policial civil, o caso de Júnior Verde (PRB) e também o Cabo Campos (PEN), pertencente ao corpo da Polícia Militar do Maranhão. Médicos e professores também tem um número expressivo, somando 4 parlamentares, cada um. Tem ainda relações públicas, engenheiro, assistente social e enfermeira.

Confira o gráfico

Empresários, advogados e administradores são as ocupações mais recorrentes dentro da Assembleia Legislativa. (Dados: AL-MA)

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS