CORONAVÍRUS

No Maranhão

568
353095
309592
10120
JUSTIÇA

Evidências mostram ligação estreita de Lula com empreiteiras

Ex-presidente passou a ser alvo direto de duas investigações do Ministério Público

Foto: Eduardo Knapp/Folha Press.


Eduardo Knapp/Folha Press

Até o momento, a família do ex-presidente se vê às voltas com quatro investigações da Polícia Federal e do Ministério Público

As relações entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e as empreiteiras brasileiras se tornaram a dor de cabeça do petista desde o ano passado. Ele passou a ser alvo direto de duas investigações do Ministério Público e ainda viu chegar próximo de si e de seus familiares outras apurações da Polícia Federal. Por um lado, o relacionamento de um presidente com grandes empresas é considerado normal, por ampliar o diálogo com o setor produtivo, como sustentou um de seus principais aliados na semana passada perante a Justiça, o ex-chefe de gabinete Gilberto Carvalho. Por outro lado, suspeitam procuradores e delegados, o relacionamento não pode incluir privilégios em contratos, o que indicaria a prática de tráfico de influência. O Instituto Lula afirma que o petista nunca defendeu interesses de empresas e apenas atuou como Estadista, privilegiando os interesses nacionais. O comportamento já vinha da época em que ele ocupava o Palácio do Planalto e se manteve quando deixou o posto para fazer palestras pelo mundo, parte delas bancada por empresas que têm negócios com o governo federal e países estrangeiros.

A suspeita é que uma série de “mimos”, como reformas em imóveis e palestras ao custo de mais de R$ 200 mil, sejam o subterfúgio para se conseguir apoio em projetos no Brasil e no exterior. As maiores empreiteiras — principais alvos da Operação Lava-Jato — passaram a contratar o ex-presidente para proferir palestras mundo afora, em geral nos países em que elas têm obras ou interesses em concorrências públicas. As ocasiões serviriam para que Lula se encontre com outras lideranças empresariais e políticas. Telegramas do Itamaraty e até um email de um então ministro do governo Lula indicam que o petista “fez o lobby” para construtoras, como a Odebrecht, no exterior.

Fato é que, até o momento, a família do ex-presidente se vê às voltas com quatro investigações da Polícia Federal e do Ministério Público. Além da lupa da Operação Lava-Jato e da Zelotes, inquéritos sobre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) e um tríplex feito pela OAS no Guarujá trazem o petista às manchetes de forma negativa. O Instituto Lula negou reiteradas vezes que ele faça qualquer tipo de lobby. O próprio Lula chegou a se declarar o homem mais honesto do Brasil em entrevista a jornalistas e ativistas simpáticos a seu governo. “Se tem uma coisa que eu me orgulho neste país é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu”, afirmou. “Pode ter igual, mas eu duvido.”

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias