CORONAVÍRUS

No Maranhão

1226
38174
12741
1028
REESTRUTURAÇÃO

Michel Temer deixa articulação política com o Congresso

Vice-presidente avisou à presidente Dilma Rousseff que não participará mais da negociação de cargos e emendas com parlamentares

Michel Temer se tornou uma espécie de fiador da aliança do PMDB com o PT: Dilma designou o vice para estreitar as relações entre o Planalto e o Congresso

Em reunião com a presidente Dilma Rousseff no fim da manhã desta segunda-feira, o vice-presidente Michel Temer avisou que passará a se dedicar à articulação da “macropolítica”. No encontro, ficou acertado que ele não fará mais a política de varejo ou de balcão, que inclui a distribuição de cargos e emendas, o que significa que chega ao fim a missão especial original designada a ele por Dilma em abril.

Braço direito de Temer nessa negociação de cargos e emendas, o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha avisou que deixará de despachar na sede da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), no Palácio do Planalto, em setembro. Com isso, o vice-presidente passará a cuidar de “grandes temas”, como a reforma ministerial que será feita até o fim do próximo mês e cortará 10 pastas.
A tendência é de que a própria SRI seja extinta e suas atribuições passem a ficar com a Casa Civil e o Ministério da Fazenda. Na reunião de Temer com Dilma, participaram também Padilha e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias