CORONAVÍRUS

No Maranhão

2623
306952
267991
8681
AGIOTAGEM

Acusados de participação em agiotagem são liberados da prisão

Os suspeitos ficaram detidos por 10 dias na sede da Seic. Apenas o ex-prefeito de Zé Doca Raimundo Nonato Sampaio continua preso

Na tarde de ontem, 14, foram colocados em liberdade o prefeito de Marajá do Sena Edvan Costa, o ex-prefeito Perachi Farias, o empresário Josival Cavalcanti, conhecido como Pacovan, e o contador municipal José Epitácio Muniz, conhecido por Cafeteira.
Josival Cavalcanti, o Pacovan, foi liberado sob condição de monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica. O prefeito de Bacuri Richard Nixon já havia sido liberado pela manhã. Os suspeitos ficaram detidos durante dez dias na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).
O único que permanece preso é o ex-prefeito de Zé Doca Raimundo Nonato Sampaio, conhecido como Natim. Ele não foi detido no dia em que a operação foi deflagrada e só se entregou três dias depois na Seic.
Operação Imperador
As operações “Maharaja” e “Morta Viva” são um desdobramento da operação Imperador que, no mês de abril, prendeu Arlene Barros (ex-prefeita de Dom Pedro) e seu filho Eduardo Barros, conhecido como Eduardo Imperador, suspeito de integrar um esquema de agiotagem no estado.
VER COMENTÁRIOS
Entretenimento e Cultura
Esportes
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias