CORONAVÍRUS

No Maranhão

568
353095
309592
10120
PRISÃO

Homem condenado por homicídio no Maranhão é preso em restaurante na Parnaíba

O empresário Norman Gonçalves de Sá, de 53 anos, condenado pelo homicídio triplamente qualificado do advogado Almir Silva Neto

Homem é preso suspeito de diversos furtos no Maranhão. (Foto: Reprodução)

Foi preso na noite desta quarta-feira (07) o empresário Norman Gonçalves de Sá, de 53 anos, condenado pelo homicídio triplamente qualificado do advogado Almir Silva Neto, de 41 anos. A prisão ocorreu num restaurante na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí.

Após a prisão, o homem foi encaminhado à Central de Flagrantes para procedimentos legais. Ele deve cumprir a pena de 26 anos e dois de prisão pelo homicídio do advogado.

Crime

Almir Silva Neto, de 41 anos, foi assassinado na cidade de Barra do Corda, a 446 km de São Luís, em 2008. Seu corpo foi encontrado carbonizado no interior de seu veículo nas proximidades do povoado Baixão de Pedra. A vítima só pode ser identificada por uma pulseira que usava.

De acordo com a polícia, a motivação do crime teria sido vingança. A esposa da vítima teria descoberto que ele estava tendo um caso com a esposa de Norman e o avisou sobre.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias