CORONAVÍRUS

No Maranhão

4675
167333
157810
3643
CRIME

Quadrilha que planejava cometer assaltos a bancos no Maranhão é desarticulada pela Polícia Civil

Os criminosos pretendiam assaltar bancos em Codó e Formosa da Serra Negra

Armas apreendidas com quadrilha. Foto: Divulgação SSP MA.

Uma ação da Polícia Civil do Maranhão (PC MA) resultou na prisão de quatro integrantes de uma organização criminosa na noite do último sábado (8). Eles pretendiam cometer assaltos a bancos nos municípios de Codó e Formosa da Serra Negra no Maranhão.

Segundo a polícia, os bandidos possuem mandatos de prisão em aberto e respondiam em liberdade pelos crimes de roubo a bancos, além de planejar cometer crimes nos dois municípios, eles também cogitavam realizar ações criminosas em outras cidade cidades no interior do Maranhão e do Pará.

O líder da quadrilha, identificado como João Filho, morreu no dia 30 de julho durante um confronto com a polícia no município de Tuntum, cerca de 310 km de São Luís. A prisão dos quatro integrantes faz parte da operação de monitoramento da quadrilha, a qual fez a apreensão do armamento que seria utilizado em roubos na cidade de Formosa da Serra Negra.

Ainda de acordo com a polícia, a quadrilha é investigada por diversos crimes de pistolagem na região central do Maranhão. Conjuntamente com a Polícia Civil, o trabalho integrado da Polícia Militar (PMMA) e o Centro Tático Aéreo (CTA) auxiliaram na operação.

Entenda o caso

Polícia apreende armas que seriam usadas em assalto a banco no interior do estado.

A Polícia Civil do Maranhão, juntamente com a Polícia Militar e o Centro Tático Aéreo, realizaram uma operação de desarticulação de um assalto que aconteceria no Banco do Brasil da cidade de Formosa da Serra Negra, interior do Estado.

De acordo com a polícia, após saberem do possível assalto que estava previsto para acontecer logo no inicio do mês de agosto, equipes da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic), passaram cerca de 15 dias em trabalho no interior do estado até acharem na última segunda-feira (27), no povoado de Tabocal, no município de Tuntum, a casa de um dos suspeitos que faria parte do grupo criminoso

Ainda segundo a polícia, o suspeito que estava na casa conseguiu fugir, mas já foi identificado. Ele era o responsável pelo apoio logístico e pela guarda do armamento. Durante três dias foi feito um trabalho de escavação no quintal da residência e todo o material a ser usado durante a ação criminosa foi encontrado.

Os objetos apreendidos se tratam de uma carabina calibre 12, uma escopeta calibre 12, um fuzil calibre 556 e diversas munições. Além desse armento, foi aprendido cerca de 60 quilos de miguelitos, material que é usado para intervir a passagem de viaturas da polícia, já que se trata de um objeto capaz de perfurar pneus.

Nenhum dos suspeitos de fazerem parte do grupo criminoso foram presos. A polícia explica que o local possui uma área de mata muito densa e nem mesmo com o apoio do Centro Tático Aéreo (CTA) foi possível encontrar.

Redução de assalto a bancos

De acordo com o Superintendente da Seic, Armando Pacheco, ao comparar o primeiro semestre de 2019 com o primeiro semestre de 2020, existe uma queda no número de assaltos a bancos no estado do Maranhão. Enquanto no primeiro semestre de 2019 foram 39 eventos, em 2020 até o momento foram apenas 5 eventos.

Armando Pacheco mostrou ainda que há uma redução próxima a 70% no número de roubos a bancos, na modalidade a vapor, onde os criminosos explodem a agência.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Checamos
Polícia
Mais Notícias