CORONAVÍRUS

No Maranhão

5078
168913
159532
3674
OPERAÇÃO DOUTORADO

Pré-candidato à prefeitura de Parnarama é preso em Timon por estelionato

Ele foi preso durante a operação “Mestrado”, tinha o intuito de desarticular uma associação criminosa que vendia cursos de mestrado e doutorados, sem validade.

Foto: Divulgação

Na manhã da última quinta-feira (6), durante uma operação realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Defraudações (Derf), juntamente com a Polícia Civil do Maranhão, foi preso Jacobe Almeida Barbosa, que seria pré-candidato a prefeito da cidade de Parnarama, interior do Maranhão.

O suspeito está sendo investigado pelo crime de estelionato pela polícia de Manaus. A operação, chamada “Mestrado”, desarticulou uma associação criminosa que vendia falsos cursos de mestrado e doutorado em Amazonas e outros estados.

De acordo com o Derf, Jacobe Almeida, juntamente com Katarina Souza Correa, que foi presa no Balneário Porto Fino em Pontal do Paraná, lançaram cursos sendo representantes do Instituto Qualique e Consultoria (ICQ), em 2014. Os dois se uniram a mais uma pessoa, identificada como Márcio Fabrício Silva, que se encontra foragido, para comercializar os cursos.

As vítimas pagavam um valor que totalizava R$24.450 e somente no final do curso descobriam que todo o período fazendo o suposto “doutorado” ou “mestrado” valia apenas como cursos de especialização ou até mesmo sem valor acadêmico nenhum, conforme o Ministério da Educação (MEC).

De acordo com a polícia, várias irregularidades foram notadas durante a investigação, como o fornecimento de material com indicação errada aos alunos, informações controvérsias em relação as instituições e a não localização dos investigados.

A polícia investiga também se Jacobe Almeida Barbosa e Katarina Souza Correa mantiveram outras instituições com os mesmos propósito em outros estados. Segundo a polícia, em Timon, interior do maranhão, existe inquérito aberto contra Jacobe Almeida, onde alunos também pagaram por cursos de graduação falsos.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Checamos
Polícia
Mais Notícias