CORONAVÍRUS

No Maranhão

4491
166580
157198
3632
CRIME

Índio Ka’apor é morto a tiros próximo a reserva indígena Alto Turiaçu

Membros de lideranças indígenas acreditam se tratar de vingança de traficantes

Índio Kwaxipuru Ka'apor morreu baleado próximo a Centro do Guilherme. Foto: Índios ka'apor

Na última segunda-feira (3) o índio Kwaxipuru Kaapor, de 32 anos, foi encontrado morto com marcas de tiro à margem da estrada próximo ao limite de terra entre a região indígena Alto Turiaçu e o município Centro do Guilherme, cerca de 290 km de São Luís.

Devido as dificuldades de acesso e informação, os índios só conseguiram denunciar o crime nesta quinta-feira (6). De acordo com informações das lideranças indígenas, acredita-se que a morte seria motivada por uma vingança por parte de traficantes de drogas, após terem uma plantação de maconha destruída pelos indígenas em uma ronda.

Alto Turiaçu, terra que abriga indígenas das tribos Ka’apor e Awá-guajá, possui casos anteriores de invasões de traficantes, madeireiros e caçadores. O cacique Irakadju da tribo Ka’apor gravou um vídeo relatando a falta de apoio por parte das autoridades.

“Antes de ontem, aconteceu um assassinato de um parente Ka’apor no município de Centro do Guilherme. Sempre a gente faz denúncia, manda para as autoridades, que têm muita dificuldade de atender nossa demanda. Então nós estamos no período de pandemia, ainda isolados, e onde os madeireiros, garimpeiros e traficantes estão aproveitando. Então eu gostaria de comunicar os órgãos competentes. O mais rápido possível fazer uma operação dentro do nosso território. ” disse o cacique.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Checamos
Polícia
Mais Notícias