CORONAVÍRUS

No Maranhão

4491
166580
157198
3632
CRIME

Dinheiro levado da agência em Alto Alegre ainda não foi contabilizado

Delegado afirma que o dinheiro levado não pode ser utilizado devido a entintamento

Agência bancária em Alto Alegre sofre explosões por roubo. Foto: Divulgação Blog do Ricardo Farias.

Quatro homens ainda estão sob investigação da polícia, após a explosão e roubo de uma agência bancária do Banco Bradesco. Inicialmente, acreditava-se que o grupo fazia parte da organização criminosa “Novo Cangaço”, responsável pelo roubo milionário em Bacabal, em 2018.

Segundo o delegado da Polícia Civil Armando Pacheco, os 4 homens que ainda não foram identificados portavam pistolas e uma espingarda. Ele também fomentou que os integrantes do roubo não pertencem a nenhuma organização criminosa.

O valor total perdido ainda não foi contabilizado e recuperado pela polícia, porém o delegado afirma que o dinheiro não poderá ser utilizado devido ao entintamento das cédulas (medida de segurança de caixas eletrônicos).

Entenda o caso

Na madrugada dessa quinta-feira (6), por volta das 3h45, homens fortemente armados que usavam motocicletas, explodiram uma agência do Banco Bradesco na cidade de Alto Alegre do Maranhão, a cerca de 212 km de São Luís.

Segundo informações de testemunhas, cerca de seis pessoas chegaram em motocicletas efetuando vários disparos nas ruas da cidade, enquanto outra parte da quadrilha ia em direção a agência bancária. O estabelecimento possuía 2 caixas eletrônicos que foram destruídos na explosão. 

Após a ação, os criminosos fugiram e até o momento não se tem informações dos suspeitos. A Polícia Militar foi acionada e os agentes policiais estão fazendo rondas pela localidade.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, um carro foi apreendido e motos foram encontradas abandonadas, mas não há confirmação, ainda, de que os veículos foram usados durante o crime. Não há informações se os suspeitos conseguiram levar alguma quantia em dinheiro.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Checamos
Polícia
Mais Notícias