CORONAVÍRUS

No Maranhão

6183
104126
87059
2608
CASO BRUNA LÍCIA

PM Carlos Eduardo vai ser ouvido em agosto

Carlos Eduardo teria assassinado a ex-companheira

Divulgação

Na primeira audiência de instrução do caso Bruna Lícia, foram ouvidas cinco testemunhas do crime que chocou a capital maranhense, em janeiro deste ano. Uma audiência de continuação foi marcada para o dia 20 de agosto, às 8h30, para ouvir as testemunhas da defesa e o policial militar suspeito do crime.

A primeira audiência de instrução iniciou às 9h de ontem, quarta-feira (15), e terminou por volta das 13h30. A audiência do processo contra o soldado da Polícia Militar do Maranhão, Carlos Eduardo Nunes Pereira, 31 anos, foi presidida pelo juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Heluy Júnior.

O PM é suspeito de feminicídio contra ex-companheira Bruna Lícia Fonseca Pereira e de homicídio de José Willian dos Santos Silva, crimes ocorridos no dia 25 de janeiro, por volta 13h30, em um apartamento localizada, no bairro Vicente Fialho, em São Luís. Atuaram na acusação o promotor de Justiça Samaroni Maia, assistido pelos advogados Paulo Henrique dos Santos Ferreira e Olívia Castro Santos. A defesa ficou sob a responsabilidade do advogado Adriano Wagner Araújo Cunha, Clauber Augusto Costa Pereira e Aldair Nunes. (S.D)

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias