OPERAÇÃO POLICIAL

Armas e munições são apreendidas durante “Operação Gurupi” no Maranhão

Os suspeitos comercializavam armas de fogo, munições e também realizavam o tráfico de entorpecentes.

Reprodução

Uma operação da Polícia Civil do Maranhão identificada como “Operação Gurupi”, realizada na última terça-feira, 9, resultou na prisão de 6 pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas, no município de Carutapera.

A operação coordenada pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e a Superintendência de Polícia Civil do Interior (Spci), se deu pelo cumprimento de mandados de busca e apreensão nos locais utilizados para a prática de crimes.

Os suspeitos comercializavam armas de fogo, munições e também realizavam o tráfico de entorpecentes. Diversos materiais usados durante os atos criminosos também foram aprendidos. A polícia trabalha para prender os demais envolvidos nos crimes.

De acordo com o Superintendente da Senarc, Breno Galdino, “os envolvidos estavam vendendo munições, armeiros consertando armas para pessoas sem a posse e ou registro dos mesmos. Havia ainda o tráfico de drogas na região. As investigações continuarão para encontramos os fornecedores na região do Gurupi”, ponderou o superintendente.

Na manhã desta quarta-feira, 10, os delegados responsáveis pela operação Gurupi, receberam a imprensa e concederam uma coletiva no auditório da Senarc, explicando sobre a operação.

O delegado Albert Fontes da Senarc explicou:

A operação visou reprimir o tráfico de drogas e o comércio ilegal de arma de fogo. Durante a operação foram presas 06 pessoas: O Marcos Vinícius Pantoja, preso pelo comercio ilegal de arma de fogo. Ele seria de certa forma, um armeiro na região. Ele não somente era o armeiro, fazia a manutenção das armas, como vendia as armas; Katiane Pereira e o Jessé Borges. Estres presos por tráfico e associação. Na residência foram encontrados uma determinada quantidade de cocaína, onde era vendido em Carutapera. Outro preso foi o Antônio Vieira, ele foi preso pela posse ilegal de arma de fogo e pelo comercio de arma de fogo e munição. Ele possuía uma vasta quantidade de munições. Na sua casa foi encontrada uma arma de fogo, um revólver. Foram apreendidos no seu comércio, 05 armas de fogo. Presa ainda Maria Luíza de Sousa. Ele foi presa pelo tráfico de drogas. Na sua casa foi encontrada uma quantidade de cocaína. Outra presa foi a Maria de Lurdes Pereira, também presa pelo crime de tráfico de drogas.

Além das superintendências, participaram também as Delegacias de Carutapera, Eugenio Barros, Alcântara, Maracaçumé e Santa Helena.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias