VIOLÊNCIA SEXUAL

Adolescente sofre violência sexual em uma unidade da Funac em São Luís

Os autores foram encaminhados ao Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Reprodução

Um caso de violência sexual foi registrado nesta quarta-feira (9), contra um adolescente de 17 anos internado no Centro Socioeducativo de Internação Masculina no bairro Vinhais, em São Luís.

De acordo com a polícia, o estupro teria sido cometido por outros dois internos identificados como José Leandro Loureiro Santos e David Vinícius de Matos, que são maiores de idade. A vítima teria sido arrastada até o banheiro da unidade durante a madrugada e foi violentado sexualmente pelos dois suspeitos.

Ainda segundo a polícia, um terceiro interno que é menor de idade, teria visto a vítima sendo abusada e ameaçou denunciar o caso. Em seguida, os suspeitos amarram o jovem e disseram a ele que em seguida, ele também seria violentado sexualmente.

O crime só foi descoberto após os monitores da unidade ouvir gritos das duas vítimas. A polícia afirma que as investigações apontam que os casos de abuso contra o adolescente de 17 anos estavam acontecendo há cerca de um mês.

A polícia informou que os suspeitos que praticaram o estupro estavam internados na unidade cumprindo medidas socioeducativas de delitos que cometeram quando eram menores de idade.

O adolescente que foi violentado sexualmente foi encaminhado para realização de um exame de corpo de delito. Os suspeitos foram levados para o Plantão Central da Polícia Civil, na Avenida Cajazeiras em São Luís e por serem maiores de idade, foram presos e encaminhados ao Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Nota da Fundação da Criança e Adolescente (Funac):

“A Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) informa que registrou uma situação de violência sexual, em uma das unidades socioeducativas, na quarta-feira (08).

Os procedimentos previstos em portaria, que trata sobre o assunto, estão sendo realizados, inclusive atendimento prioritário a vítima e seus familiares. O órgão determinou a abertura de procedimento administrativo para apurar os fatos.

Quanto aos adolescentes envolvidos, os dois foram transferidos para triagem do sistema penitenciário, por já possuírem a maioridade. Os jovens cumpriam medida socioeducativa na Funac por ato infracional praticado antes dos 18 anos, neste caso, cumprindo o período da medida conforme determinado pelo Sistema de Justiça.”

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias