VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Jornalista de Imperatriz é detido acusado de manter família presa

Profissional de imprensa mantinha mulher e três filhos em cárcere privado, além de bater e agredir a família

Alex Alves durante sua prisão em casa (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

A cidade de Imperatriz, no sul do Maranhão, presenciou nesta terça-feira (8) uma situação vergonhosa para os profissionais de imprensa e para vítimas de violência doméstica. O jornalista Alex Alves foi preso sob acusação de agredir e manter em cárcere privado sua mulher e três filhos.

Durante a manhã, um oficial da Polícia Militar entrou em contato com a central relatando que uma aluna no Bairro Vila Lobão estava pedindo socorro. Segundo ela, sua mãe estava sendo agredida pelo pai e a família era mantida em cárcere privado.

A criança contou que só podia sair para ir para a escola e não podia se comunicar com ninguém por celular ou qualquer outro meio. Em depoimento à polícia, a aluna relatou que apanhava do pai. Contatado, o diretor da escola relatou que sabia dos casos de violência há 10 meses.

Ao chegar na casa, a polícia encontrou a esposa, que estava bastante nervosa e pedindo socorro. Ela alegava que o marido era psicopata e reclamava que o marido tratava muito mal sua família e que sofria as agressões há anos. Em 2017 ela conseguiu uma medida protetiva, o que fez o temperamento do jornalista piorar ainda mais. Ultimamente ele vinha ameaçando-a de morte.

A esposa contou com o apoio da PM para tirar da residência seus objetos pessoais a fim de se mudar do local.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS