ASSASSINOS DA CEMAR

Adolescente confessa envolvimento no assassinato de colaboradores da Cemar

Jovem de 16 anos foi apreendido e prestou depoimento na SHPP na tarde da última quinta-feira (17), onde afirmou ter sido autor de um dos disparos. Polícia continua à procura do ‘De Menor’

Na tarde da última quinta-feira (17), foi apreendido e encaminhado à Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) um adolescente de 16 anos identificado como irmão de Pablo Martins da Silva, ‘De Menor’, principal suspeito do duplo homicídio dos colaboradores da Cemar no último dia 15. Durante o depoimento, o rapaz confessou ter se envolvido nos assassinatos e confirmou a participação de Pablo.

Segundo o delegado encarregado da investigação do caso, Jeffrey Furtado, o adolescente disse que estava jogando videogame em sua casa quando foi chamado pelo irmão para cometer o crime. A motivação do crime teria sido o corte de energia na residência de ‘De Menor’, que teria deixado a namorada e o filho sem ventilador.

Assim, ainda segundo o depoimento, os dois irmãos teriam chegado pela parte de trás do veículo onde os dois colaboradores se encontravam. No momento, os terceirizados estavam em outra rua, efetuando suspensão de energia em outras residências. Então, Pablo dirigiu-se ao lado do motorista e efetuou três disparos, onde um deles atingiu o passageiro; e o adolescente, em seguida, tomou a arma da mão do irmão, contornou o carro e deu o último disparo, na cabeça do passageiro.

No momento seguinte, o adolescente teria dirigido-se à sua residência no Conjunto do Paranã, onde foi apreendido pela polícia na tarde da quinta-feira. Segundo ele, não teria visto ‘De Menor’ desde o momento do crime, que também teria levado a arma utilizada consigo.

Ainda segundo o delegado, embora o adolescente tenha confessado o crime, o crime não está totalmente elucidado e a investigação prosseguirá. Será instaurado um processo na Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), para apurar as informações fornecidas e a sua suposta participação no crime.

O duplo homicídio

Na manhã do último dia 15, por volta das 9h20, dois colaboradores da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) foram mortos a tiros dentro do carro da empresa, no Sítio Natureza, no Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís, no Maranhão. As vítimas, João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, morreram instantaneamente.

Em nota, a Cemar se pronunciou sobre o ocorrido, lamentando a morte de seus colaboradores e se pondo à disposição para ajudar nas investigações.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias