FEMINICÍDIO

Maranhense é morta pelo marido no Distrito Federal

Até o momento, o acusado encontra-se foragido. Ele deve responder pelos crimes de feminicídio e tentativa de homicídio contra o filho da vítima

Reprodução Facebook

Mais uma mulher entra para as estatísticas de feminicídio no país. Na noite de ontem, 26, a alcantarense Maria Regina Araújo, 44 anos, foi morta pelo marido com 20 facadas, no bairro Itapoã, Distrito Federal. O crime foi presenciado pela filha da vítima, de apenas 8 anos.

Segundo informações da Divisão de Comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, o filho mais velho de Maria Regina, de 21 anos, teria chegado em casa logo após o crime e também foi ameaçado pelo agressor.

O jovem contou em depoimento que o casal estava em processo de separação, mas que o acusado, identificado como Eduardo Gonçalves de Souza, não aceitava. Uma quantia em dinheiro era exigida para que ele deixasse a casa em que moravam. Semana passada, Maria Regina registrou um boletim de ocorrência contra o marido por violência doméstica.

Até o momento, Eduardo encontra-se foragido. Ele deve responder pelos crimes de feminicídio e tentativa de homicídio.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS