Escolas reformadas

Unidades escolares receberão ampliação

Prefeitura da capital maranhense anuncia ampliação de pacote de obras em unidades escolares

 

 

 

O prefeito Edivaldo anunciou a ampliação do pacote de requalificação estrutural das unidades de ensino da rede municipal. O conjunto de obras, que inicialmente previa a recuperação de 70 unidades de ensino, agora vai incluir mais 30, totalizando 100 escolas a receberem os serviços. O anúncio foi feito durante vistoria do prefeito às obras de recuperação da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Alberto Pinheiro (Centro). Dois prédios integram a unidade escolar: o primeiro, voltado para a área de Educação Infantil, foi entregue aos estudantes em fevereiro e está em pleno funcionamento. O segundo, que atende aos estudantes de Ensino Fundamental, está com os serviços em estágio avançado.

U.E.B Alberto Pinheiro

A requalificação da U.E.B. Alberto Pinheiro é um anseio antigo da comunidade daquela escola. A unidade, que apresentava problemas estruturais, rachaduras nas paredes e desgaste de itens de ferro, entre outros problemas, teve a estrutura reforçada com a construção de pilares e paredes, que foram refeitas. O piso foi trocado e o telhado foi refeito. A obra contempla ainda substituição de janelas, portas e grades e melhorias na quadra, com pintura e conserto do piso.

Por se tratar de prédio tombado como Patrimônio Histórico, os serviços realizados na unidade são executados de modo a garantir a manutenção de suas características originais. Os trabalhos são executados sob a coordenação da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A U.E.B. Alberto Pinheiro oferece Ensino Fundamental nos três turnos para aproximadamente 1.500 alunos. A estrutura física da unidade possui 18 salas de aula, amplo refeitório, quadra esportiva, cinco banheiros, sala de material esportivo, do serviço social, biblioteca, sala de vídeo, dos professores, da coordenação, de informática, secretaria, depósito, direção adjunta e direção geral.

A conclusão dos serviços na U.E.B. Alberto Pinheiro vai possibilitar que os estudantes voltem a ocupar o prédio. Atualmente,  para não haver prejuízo ao calendário escolar, as aulas acontecem em um outro imóvel no mesmo bairro.

 

VER COMENTÁRIOS
Polícia
Concursos e Emprego
Esportes
Entretenimento e Cultura
Saúde
Mais Notícias