SÃO LUÍS

Céu alaranjado foi nuvem refletindo raios solares para baixo

Fenômeno ocorreu porque uma grande nuvem refletiu a radiação solar de uma maneira que não é vista comumente

 

No fim da tarde dessa quinta-feira (2), um fenômeno natural no céu de São Luís chamou atenção de muitos ludovicenses. Isso porque, ao anoitecer, parte do céu ficou completamente laranja. Segundo o meteorologista Hallan Cerqueira, do Núcleo de Meteorologia Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), esse fenômeno ocorreu porque uma grande nuvem refletiu a radiação solar de uma maneira que não é vista comumente. “A explicação do fenômeno não é tão simples, precisamos conhecer o espectro de radiação solar. Porém, podemos fazer uma analogia, em menor escala, com aquela nuvens amarelo-alaranjado que observamos ao nascer e pôr-do-sol. Nesses horários, onde o sol não está a pino, o espectro de radiação solar tende para o vermelho
(amarelo, laranja), e como o sol se põe aproximadamente no oeste, tinha uma nuvem de grande extensão horizontal que se encontrava na posição leste, ela refletiu esse espectro alaranjado para baixo. Ou seja, a nuvem funcionou como um grande espelho”, explica Hallan, ressaltando que esse tipo de fenômeno acontece, mais comumente, ou no início da manhã ou no final da tarde.
Ainda de acordo com o meteorologista, o que difere o fenômeno registrado na última quarta-feira (1º) dos que são vistos diariamente no céu de São Luís, é a forma como a nuvem refletiu os raios do sol. “Vale lembra que esse tipo de coloração acontece todos os dias. O que não é comum é que tenha um mecanismo que reflita essa radiação para baixo, e que passa muitas vezes despercebido pela maioria das pessoas ao longo de todo o ano”, ressaltou.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias