Turismo

Setur-MA reforça campanha para resguardar a atuação de guias de turismo legalizados no Maranhão

A presença de um guia de turismo legalizado é capaz de melhorar, significativamente, a experiência turística.

(Alan Azevedo / O Imparcial)


A atividade turística pode ser definida como uma prática de contemplação, conhecimento, lazer e entretenimento. A presença de um guia de turismo legalizado é capaz de melhorar, significativamente, a experiência turística. Nesse contexto, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur-MA), por meio da Superintendência de Turismo do Polo Chapadas das Mesas, iniciou uma campanha para resguardar a atuação do profissional dentro do Maranhão.

A Superintendência do Polo Chapada das Mesas reforça junto ao trade e turistas que, para fomentar o turismo de forma responsável, se faz necessário dar apoio aos guias de turismo. A ação traz o slogan: “Contrate um profissional local e especializado no destino”. A campanha inclui orientação sobre a Portaria 37, do MTur, de 11 de Novembro de 2021, que estabelece normas e condições no exercício da atividade de Guia de Turismo.

Segundo o art. 5º desta portaria, a atuação do guia de turismo em cada estado está condicionada à apresentação de “certificado de conclusão de curso técnico de formação profissional de guia de turismo daquela unidade federativa”.

De acordo com Beto Kelnner, superintendente do polo Chapada das Mesas, é fundamental que todos os envolvidos no setor turístico da região se engajem nessa iniciativa. “Os guias de turismo que passaram por uma qualificação específica são os principais interessados nesse processo. É importante que, nos atrativos turísticos, também abracem essa causa, visando um desenvolvimento ordenado e valorizando esses profissionais qualificados para proporcionar a melhor experiência aos turistas”, afirmou o gestor da Chapada das Mesas.

“Estamos encorajando os nossos condutores de visitantes e aqueles que trabalham em unidades de conservação e ambientes naturais a buscarem qualificação. Isso significa fazer a transição de condutores para guias de turismo. Dessa forma, eles poderão não apenas obter uma qualificação específica, mas também melhorar sua situação financeira e aumentar a presença no mercado”, completou Beto Kelnner.

Campanha: Contrate um profissional local

Entre as ações da campanha lançada em junho deste ano, há também a busca por apoiadores. Ao aderir à campanha, empreendimentos turísticos e guias de turismo se comprometem a adotar práticas mais seguras de proteção de turistas. São divulgados e afixados, nos estabelecimentos, cartazes contendo a lista de guias de turismo cadastrados no Cadastur para atuar no Maranhão. São eles que estão autorizados a realizar passeios turísticos. Com a campanha, os locais turísticos já estão solicitando aos guias a apresentação da credencial do Cadastur para o acesso gratuito ao atrativo.

“Buscamos promover um ambiente mais seguro para as atividades turísticas no estado. As peças publicitárias também convidam o turista a descobrir o Maranhão e a viajar com responsabilidade, valorizando e apoiando o trabalho legalizado, sem pirataria”, relatou o superintendente do Polo Chapada das Mesas, Beto Kelnner.

“Os guias de turismo conhecem a região melhor do que ninguém, tanto no que diz respeito às trilhas quanto à fauna e flora. Dão informações de onde há segurança para entrar ou não, trazem novas sugestões de coisas que você não sabia ou não havia dado importância, mas que valem a pena. Vale lembrar que é importante confirmar se o profissional está registrado no CADASTUR, o sistema de cadastro do Ministério do Turismo referente às pessoas físicas e jurídicas que atuam nessa área”, completa Beto Kelnner.

No Complexo Pedra Caída, por exemplo, somente guias cadastrados podem ter acesso aos benefícios de acesso gratuito, almoço e bonificações. “Essa é uma das medidas que adotamos para que o turista se sinta seguro para visitar e retornar ao nosso Complexo, porque colocamos a segurança deles em primeiro lugar”, informou o Walter Pitarelli, gerente de Gestão Comercial e Marketing do Complexo Pedra Caída.

Conforme dados do Cadastur (Mtur), atualmente, no estado do Maranhão, há um total de 325 guias cadastrados. De acordo com a portaria 105 de 20 de junho/2018, Art. 4º, são requisitos básicos para o cadastro de guias de turismo:

  • Possuir inscrição no cadastro de pessoa física (CPF) ou pessoa jurídica (CNPJ/MF) na condição de microempreendedor individual (MEI);
  • Ser brasileiro habilitado para o exercício da atividade profissional;
  • Ser maior de dezoito anos ou plenamente capaz para a vida civil;
  • Apresentar certificado ou diploma de conclusão de curso específico de educação profissional (nível técnico) em guia de turismo, na categoria em que quer atuar;

“É importante que os guias realizem o cadastro e saiam da ilegalidade. Assim, eles terão respaldo para exercer a profissão, além de também oferecerem segurança a quem contrata o serviço”, observa a Secretária de Estado do Turismo, Socorro Araújo.

Para Joel Costa Filho, que trabalha numa agência de viagens do município de Carolina, são inúmeros os motivos para contratar um guia de turismo credenciado no Maranhão.

“Algumas pessoas acham que o guia de turismo regional ou nativo simplesmente apresenta o lugar e roteiros, mas nós fazemos muito mais do que isso. Além de sermos capacitados e atendermos às normas e exigências do Mtur, é de suma importância o guia ter conhecimento do local para tornar o passeio mais agradável. Nós enriquecemos os visitantes com detalhes sobre a natureza e conduzimos os grupos com muito mais segurança”, afirmou.

Moradora da Chapada das Mesas, Gabriela Lima, que também é guia de Turismo legalizada, fala que ela busca promover um reencontro entre o homem e a natureza. Ela explica ainda sobre a responsabilidade de proporcionar experiências pessoais transformadoras e fazer da viagem um momento marcante.

“O guia é a própria representação do turismo, um dos maiores responsáveis pela impressão final do visitante. Fazer com que se cumpra a lei vai beneficiar a economia e os profissionais cadastrados, vai coibir atividades irregulares e garantir segurança e boas experiências para os visitantes”, garantiu.

Chapada das Mesas

Há uma terra de encantos no sul do estado. Região repleta de cachoeiras exuberantes, cânions, águas cristalinas, histórias, artesanato, gastronomia, centros culturais, além de trilhas e esportes radicais.

O Parque Nacional da Chapada das Mesas, inserido no polo turístico que está distante 840 km da capital maranhense, oferece diversas opções de passeios para todos os gostos. De acordo com o Mapa do Turismo de 2023, o polo Chapada das Mesas é composto pelos municípios de Itinga do Maranhão, Açailândia, Imperatriz, Governador Edison Lobão, Porto Franco, Estreito, Carolina, Riachão, Fortaleza dos Nogueiras, Balsas, Tasso Fragoso e Alto Parnaíba.

*Fonte: Setur-MA*

VER COMENTÁRIOS
Polícia
Concursos e Emprego
Esportes
Entretenimento e Cultura
Saúde
Mais Notícias