O Lado Bom

Período de chuva favoreceu a lavoura

O modelo Cosmo do Inmet indica que o Maranhão continuará a receber chuvas significativas nos próximos dias.

As condições das lavouras foram analisadas e os resultados são positivos. (Foto: Reprodução)

Até o dia 12, choveu 238,4 mm em São Luís, dados com base nos 40 pontos de medição no Maranhão, feito pela Universidade Federal do Maranhão, Núcleo Geoambiental. Nesses 12 dias, em apenas 1 não houve registro de chuva na Região Metropolitana de São Luís.

As chuvas intensas que tem caído na capital tem deixado muita gente no prejuízo, por conta dos alagamentos que vem constantemente ocorrendo nas ruas e avenidas da capital.

Na capital choveu, no dia 11, 12mm. O esperado para o mês de maio é de 319mm. O dia 2 de maio foi o que apresentou maior volume de chuva na Grande Ilha, com 48,6mm. No estado, a cidade de Vargem Grande registrou, no último dia 9, 55,8mm de chuva.

O modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que o Maranhão continuará a receber chuvas significativas nos próximos dias, com precipitação entre 20mm e 50mm para o estado.

Enquanto algumas situações como alagamentos e cheias preocupam a população que mora em algumas regiões, a chuva favorece a lavoura, em outras regiões.

O Boletim de Monitoramento Agrícola, produzido e publicado  pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra os efeitos positivos do período chuvoso no Maranhão.

Nas regiões em produção houve favorecimento dos cultivos que se encontram majoritariamente em floração e enchimento de grãos.

O monitoramento agrícola considera os cultivos de verão, Safra 2021/2022, no mês de abril, de 1º a 21. Os destaques foram os altos volumes acumulados no norte e centro-norte do Maranhão e do Piauí, no Ceará e no Rio Grande do Norte, que beneficiaram as lavouras de arroz, feijão e milho nesses estados.

No monitoramento das lavouras de soja, a região Matopiba, que inclui Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, mostrou que no Maranhão, a colheita segue em todas as regiões, sendo que 28% das lavouras ainda estão em maturação.

A primeira safra do milho ocorre desde o final do mês de abril “ com boas perspectivas de produtividade. “Os bons volumes de chuva registrados até o momento favorecem o desenvolvimento das lavouras na segunda safra do milho”, aponta o boletim.

A colheita do arroz começou e avançou bastante nesse último mês. “Lavouras nas regiões ao norte, leste e centro do estado seguem sendo colhidas e devem se estender até junho”, diz o boletim.

Quanto ao algodão, o boletim informa que a semeadura está finalizada, e as lavouras estão, em sua maioria, na fase de formação de maçãs. As condições climáticas são favoráveis ao desenvolvimento da cultura.

O Boletim de Monitoramento Agrícola constitui-se em um produto de apoio às estimativas de safra, análises de mercado e gestão de estoques da Conab.

As condições das lavouras são analisadas através do monitoramento espectral e agrometeorológico, e em complementação aos dados de campo, auxiliando no aprimoramento das estimativas da produção agrícola obtidas pela Companhia.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias