Recursos

Bolsonaro edita MP que destina R$ 700 milhões para as vitimas de enchentes na Bahia

Recursos serão enviados ao Ministério da Cidadania via abertura de crédito extraordinário.

Cento e sessenta e quatro dos 417 municípios da Bahia já decretaram situação de emergência. (Foto: Aleilton Oliveira/Prefeitura de Ubaitaba)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) editou, nesta sexta-feira (31), uma Medida Provisória que abre um crédito extraordinário no valor de R$ 700 milhões para o enfrentamento da crise causada por enchentes na Bahia e em Minas Gerais.

Esse montante se soma aos outros R$ 200 milhões que já haviam sido destinados para a recuperação de rodovias e foram considerados insuficientes pelo governador do estado baiano, Rui Costa (PT).

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, os R$ 700 milhões via crédito extraordinário não afetam o teto de gastos nem o cumprimento da meta de resultado primário. Os recursos irão para o Ministério da Cidadania, que não especificou como eles serão utilizados.

Nos últimos dias, o presidente Bolsonaro tem sido criticado por sua distância da crise que já resultou em dezenas de mortes na Bahia e tem deixado feridos e desabrigados.

O mandatário, que está de férias no litoral catarinense e aparecido montado em jet skis chegou a dizer, na última semana, que espera não ter que voltar das suas férias por causa da crise que atinge o estado nordestino.

O governo federal chegou a negar ajuda humanitária da Argentina, alegando que o país já tem tudo o que precisa para prestar apoio às famílias desalojadas e que perderam parentes com as chuvas.

Já o governador da Bahia, Rui Costa, disse que aceitará a ajuda independente do governo. Enquanto Bolsonaro aproveita as férias, prefeituras locais, influenciadores, empresas privadas e ONGs se mobilizam para arrecadar recursos, cestas básicas e itens de higiene.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias