"Mermã, vamos ao cinema!"

Festival busca busca fortalecer produção cinematográfica realizada por mulheres

Evento está em sua segunda edição e será realizado nos dias 26, 27 e 28, sempre às 19h, em formato totalmente virtual.

Evento será realizado totalmente online. (Arte: Divulgação)

Dar visibilidade à mulher na área audiovisual, destacar sua contribuição estética e gerar reflexões sobre a cinematografia de diretoras e realizadoras do cinema brasileiro. Esse é o objetivo da Mostra Audiovisual “Mermã, vamos ao cinema!”, que chega em sua segunda edição neste ano, para a alegria dos fãs do cinema.

O evento será realizado nos dias 26, 27 e 28 de novembro de 2021, sempre às 19h, em formato totalmente virtual. Serão três dias de evento, sete filmes exibidos, sendo um longa, três curtas (nacional/nordeste), três curtas (amazônidas) e dois videoclipes, além de quatro workshops, que ficarão disponíveis no site. São eles: Lei de Incentivo, com Rafaela Gonçalves; Direção de Atrizes/Atores, com Nádia de Cássia; Produção Audiovisual, com Maitê Sousa; e Som para Cinema com Taíssa Monteiro. Em breve, divulgaremos o site.

Com curadoria de Camila Soares e Carol Araújo, a edição “Mermã, vamos ao cinema!” deste ano pretende colocar em foco a produção de filmes realizados por mulheres amazônidas e nordestinas.

“É pela falta da presença feminina nas principais funções no audiovisual e pela experiência diária que as frações negras, indígenas e mais empobrecidas veem enfrentando, que escolhemos fazer uma mostra desse gênero”, explicou Camila.

A 2ª Mostra “Mermã, vamos ao cinema!”, além da sessão de abertura, será composta por dois circuitos assim distribuídos: Circuito Águas Doces e Circuito Litoral.

“Escolhemos filmes que representam nossa Amazônia para o Circuito Águas Doces e filmes que representam o nosso Nordeste e demais cantos do Brasil para o Circuito Litoral. Águas doces e salgadas. Uma união potente que simboliza também o encontro da Amazônia com o Atlântico, da água doce que segue seu fluxo para o mar nesse pedaço do Brasil que vibra em cores, ritmos e cultura. Que existe e resiste!”, contou Carol.

Também serão realizados debates com os realizadores dos filmes, sempre antes da exibição das obras. As atividades serão transmitidas pelo YouTube da mostra.

Programação

26/11 – Longa-metragem

Transamazônia

Direção: Renata Taylor, Bea Morbach e Débora McDowell

Duração: 01:14:05

Ano de produção: 2019

País de produção: Brasil / PA

27/11 – Circuito Águas Doces

A Saudade de um Batuque

Diretora: Milena Carvalho

Local de Produção: Maranhão

Alumiá

Roteiro e Direção: Iracy Vaz

Local de produção: Pará

Utopia

Diretora: Rayane Penha

Gênero: Documentário

Ano de finalização: 2021

Duração: 15’

Local de produção: Amapá

Chato

Videoclipe

Direção e Roteiro: Jéssica Lauane

Duração:

Ano de finalização: 2020

Local de produção: São Luís (MA)

28/11 – Circuito Litoral

Invazão Brazil

Direção, fotografia e montagem: Laryssa Machada

Gênero: Experimental

Duração: 10’43’’

Ano de finalização: 2021

Local de produção: Salvador (BA)

Rebu

Direção: por Mayara Santana

Gênero: documentário

Duração: 21’

Ano: 2019

Local de produção: Pernambuco

Eu faço a minha sambada

Direção: Juliana Lima

Gênero: documentário

Ano: 2021

Local de produção: Pernambuco

Brisa Flow – Jogadora Rasa

Direção: Nicolle Nascimento

Local de produção: São Paulo

Ano de finalização: 2020

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias