Eleições 2022

Dia “D” para a escolha do sucessor de Flávio Dino

Prazo determinado por Flávio Dino para a escolha do pré-candidato que representará o grupo governista na eleição de 2022 encerra nesta segunda-feira (29) e gera expectativa.

Flávio Dino (PSB) deve se reunir hoje à tarde, no Palácio dos Leões com partidos e lideranças do grupo para anunciar a sua escolha. (Foto: Divulgação)

O tabuleiro do xadrez político que se tornou a eleição para o governo do Maranhão para o próximo ano poderá ganhar um novo rumo a partir desta semana. Encerra-se, nesta segunda-feira (29), o prazo estipulado pelo governador Flávio Dino (PSB) para que o próprio faça a escolha do pré-candidato que representará o grupo governista na eleição de 2022. Caso mantenha a sua palavra e não adie a decisão para o próximo ano, o governador deve se reunir hoje à tarde, no Palácio dos Leões com partidos e lideranças do grupo para anunciar a sua escolha, com base nos critérios estabelecidos na carta-compromisso assinada no início do mês de junho.

Entre os postulantes da base governista à sucessão 2022 estão:  o senador Weverton Rocha (PDT), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o secretário de Estado da Educação Felipe Camarão (PT) e o secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (PDT) que disputam o apoio de Flávio Dino. Dentre os critérios estabelecidos estão: a viabilidade eleitoral, medida por pesquisas de intenções de votos, viabilidade política e garantia de continuidade dos programas estabelecidos pela atual gestão como o Programa Escola Digna; a ampliação da rede estadual de saúde; o combate responsável ao coronavírus e a prioridade máxima a vacinação; obras de infraestrutura notadamente nas rodovias estaduais; políticas sociais como o Vale Gás  e a distribuição de cestas básicas, além de parcerias visando apoiar a execução de serviços na cidade. Para isso, o governador tem buscado o entendimento com a coesão de todo grupo que lidera politicamente no Maranhão, observando os movimentos políticos feitos por cada um dos seus aliados que colocaram o seu nome à disposição de dar continuidade ao legado dos seus oito anos à frente do maior cargo do executivo do estado.

Ainda de acordo com o documento que na época foi divulgado para imprensa “esse ‘Pacto pela União’ se baseia na pré-candidatura ao Senado do governador Flávio Dino; na busca de entendimento quanto a governador e vice-governador, sempre com base com diálogo com todos os partidos e líderes; e na construção de chapas vitoriosas para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa do Maranhão”, diz o documento, que afirma que as definições das regras eleitorais para 2022, cujo prazo máximo é outubro, e que o grupo irá caminhar com os compromissos agora alinhados.

Carlos Brandão faz análise

Sobre a expectativa da escolha em torno do nome que receberá o apoio do governador para o pleito de 2022, O Imparcial conversou com os quatro postulantes. Questionado sobre o assunto, o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), afirmou que o governador saberá conduzir esse processo com coerência e com base na Carta Compromisso. “Tenho certeza de que o governador Flávio Dino saberá conduzir, da melhor forma possível, a sua sucessão. Ele foi escolhido por todos nós, que participamos da última reunião e assinamos a Carta Compromisso, para exercer a liderança neste processo. Delegamos a ele, conjuntamente, esse papel, por acreditarmos no bem do Maranhão. Então, esta próxima reunião será muito importante para que todos reforcem o interesse pela unidade e o desejo de que o trabalho exitoso que vem sendo feito, continue”, ressaltou Carlos Brandão, que é pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PSDB.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias