CORONAVÍRUS

No Maranhão

588
353700
311296
10135
INTERCÂMBIO ARTÍSTICO

Cantaria Sessions: uma fusão cultural

Caldeirão cultural com diversas vertentes que reunirá música, artes visuais e gastronomia. Evento faz conexão com artistas de São Luís, Alcãntara e Recife.  

Foto: Divulgação

Um intercâmbio de produções musicais e visuais de São Luis, Alcântara e Recife. Essa é a proposta do projeto Cantaria Sessions. O evento que acontece neste sábado (17) contará com uma Jam Session liderada pelo músico Isaías Alves e convidados, o pianista Rinaldi Calyton e o contrabaixista João Paulo, discotecagem de Pedro Sobrinho e exposições de Tassila Custodes (São Luís), Pablo Reis (Alcântara) e GH20 (Recife).  Além de cervejas, bebidas quentes, água, refrigerante também serão vendidas porções de caldos de carne e vegano. A realização é da Casa da Mãe Joana Produções em parceria com o Chão SLZ com o apoio de Quebrantar Music e Polperia Lanches.

Segundo o baterista maranhense Isaias Alves, um dos idealizadores do evento, a ideia do “Cantaria Sessions” surgiu de unir essa mescla de vários segmentos da arte em São Luís. “Este é só o primeiro de vários outros eventos que pretendemos fazer com diversos artistas  para que a gente possa abrir esse intercâmbio cultural da cidade sempre em diversos nichos das ideias artistas que é muito grande. Também vai ter microfone aberto para quem quiser recitar poesias e dar o seu recado”, explicou o músico.

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez com que Isaías Alves repensasse sobre varias coisas, entre elas sobre a questão `do que é ser humano` “Dentro da minha área que é a música, me vejo como um artista que não pode parar independente se está acontecendo uma guerra ou pandemia. A arte é imaterial e nesse sentido temos a necessidade de estar criando, produzindo, de estar fazendo formação e mostrando o que estamos trabalhando. Esse projeto foi uma forma de driblar essas dificuldades, fazendo troca reiventando o cenário da música local”, ressaltou Isaias Alves.

O baterista contou que em sua jornada artística já conheceu diversos países onde observou não só a geografia musical e o comportamento humano para mostrar  um pouco no mundo em minha música. ”Além do aspecto social tem várias outras questões que você vai pegando de cada lugar e vai construído uma identidade. Claro que eu tenho uma identidade com os ritmos maranhenses e através disso posso fazer fusões com esses lugares que já morei procurando sempre algo novo na questão da criação e isso tem sido bastante gratificante para mim. Recentemente em 2020 morei no Siri Lanka onde foi uma experiência Incrível”, acrescentou o músico.

Sobre o que o público pode esperar do “Cantaria Sessions”, Isaias Alves fez questão de ressaltar que é um evento que abraça diferentes formas de expressões artes irão expor sua criatividade e a o saber fazer que é mais importante do que qualquer tipo de valorização material. “A arte é o próprio valor imaterial que reflete no material. Estar presente no “Cantaria Sessions” te possibilitará entrar em conexão com estas outras esferas artísticas e dispertar essa coisa da criação. Essa é a vibe”, afirmando que também tem trabalhado em outras frentes artísticas como forma de transmissão de conhecimento como a gravação de rítmicas do Maranhão, cultura popular, livros e outros.

Serviço

O quê? Cantaria Sessions

Quando? Sábado (17) a partir das 19h

Onde? Chão Slz – Rua do Giz 167 – Centro Histórico.

Quanto? Ingressos – R$ 15 (estudante); R$ 30 (individual) e 50 (casadinha)

Formas de pagamento

Dinheiro; PIX: (006620809-20) Nubank; Cartão de Débito; – Transferência bancária. Banco do Brasil Conta corrente: 11648-3 Agência: 0321-2

Informações:

(98) 985888848 / 985871036

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias