CORONAVÍRUS

No Maranhão

946
337116
291803
9636
Festejo de São João Batista

São João Batista, a história do profeta que deu origem às tradições juninas

O santo é considerado o padroeiro dos hoteleiros, hóspedes e prisioneiros.

Foto: CNBB

Não há data mais especial para realizar uma oração de São João do que 24 de junho. O dia foi designado como celebração ao divino, também conhecido por João Batista, sendo um dos santos mais populares.

Sua trajetória é de extrema importância para o Novo Testamento. Ele foi o precursor de Jesus Cristo, anunciando a sua chegada ao mundo como o salvador que Messias entregaria a todos. Foi João que gritou no deserto, revelando a vinda do Senhor. É também o último dos profetas.

Segundo a tradição, Isabel, sua mãe, ergueu um mastro em sua casa e acendeu uma fogueira para anunciar o nascimento do filho, o que deu origem a essa tradição nas festas juninas.O santo é considerado o padroeiro dos hoteleiros, hóspedes e prisioneiros.

Prece e oração de São João

Oração de agradecimento

“São João Batista, que veio anunciar a vinda do Messias, Jesus Cristo nosso Salvador, que em meio ao deserto pregou a todos os que vieram ao seu encontro para ouvir suas santas palavras e às margens do Rio Jordão batizou os primeiros fiéis e teve a sagrada honra de conceder o Batismo àquele de quem não se considerava merecedor, Jesus Cristo, o ungido Filho de Deus, faça de mim um templo para aspirar as benesses do Cristo crucificado e conceda-me a água sagrada, a mesma que nele aspergiu quando disse: ‘Eis o cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo’. Eu, pobre pecadora, que me considerava indigno das promessas de Cristo, a partir deste  momento regozijo-me pela sua bênção santíssima e curvo-me à vontade soberana do Pai. Assim seja”.

Prece de intercessão

“Ó, glorioso São João Batista, príncipe dos profetas, precursor do divino redentor, primogênito da graça de Jesus e da intercessão de sua santíssima mãe, que fostes grande diante do Senhor, pelos estupendos dons da graça de que fostes maravilhosamente enriquecido desde o ceio materno, e por vossas admiráveis virtudes, alcançai-me de Jesus, ardentemente vos suplico, que me dê a graça de o amar e servir com extremado afeto e dedicação até a morte. Alcançai-me também, meu excelso protetor, singular devoção à Virgem Maria Santíssima, que por amor de vós foi com pressa à casa de vossa mãe Isabel, para serdes livre do pecado original e cheio dos dons do Espírito Santo. Se me conseguires estas duas graças, como muito espero de vossa grande bondade e poderoso valimento, estou certa de que, amando até a morte a Jesus e a Maria, salvarei minha alma e no céu convosco e com todos os anjos e santos amarei e louvarei a Jesus e a Maria entre gozos e delícias eternas. Amém”.

Rituais do santo para ter proteção

Simpatia para afastar más energias

Despeje um copo de água filtrada no chão de um cômodo qualquer de sua casa, dizendo: “Em nome de São João, eu peço que sejam revertidas e afastadas todas as más influências que foram dirigidas a mim e peço para que o meu corpo fique fechado para sempre. Amém”. Em seguida, enxugue o chão com um pano. O copo e o pano, depois de lavados, podem ser usados normalmente.

Banho para felicidade

No dia 24 de junho, faço um preparo utilizando 2 litros de água, cravo, alecrim e manjericão. Tome banho com a mistura do pescoço para baixo, pedindo proteção e alegria ao santo.

Não esqueça de realizar os rituais e a oração de São João com muita fé, paz no coração e desejando sempre o bem a si e ao próximo. Só assim a graça do divino cairá sobre a sua vida e caminhos que ainda trilhará.

Da história de São João, vários símbolos que passaram a se mesclar com os tradicionais ritos de colheita remanescentes do culto a Adônis. Um dos símbolos mais importantes é a fogueira.

A prática de acender fogueiras na véspera do nascimento de São João foi trazida para o Brasil pelos jesuítas. Com o tempo, a mistura de culturas africanas e europeias deram origem à festa brasileira. Os passos e formação das quadrilhas nasceram dos bailes nobres, com as palavras francesas sendo adaptadas para o português, como “anarriê”, “alavantú” e “balancê”, por exemplo. Já o “arrasta-pé” do forrobodó africano plantou a semente do forró nordestino. Juntando tudo isso com um pouco de superstição, as simpatias viraram marca registrada da festividade também. 

Segundo a tradição, Isabel, sua mãe, ergueu um mastro em sua casa e acendeu uma fogueira para anunciar o nascimento do filho, o que deu origem a essa tradição nas festas juninas.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias