CORONAVÍRUS

No Maranhão

2797
248479
224830
6512
Humor em família

Pai e filho maranhenses são destaque no Tik Tok

Francisco Garcia e seu pai Antônio Lisboa, mais conhecido como “Boinha”, decidiram se juntar para se divertir no tempo ocioso da quarentena.

Reprodução

Durante a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o TikTok se tornou um dos meios que as pessoas encontraram para se distrair no isolamento social. Francisco Garcia e seu pai Antônio Lisboa, mais conhecido como “Boinha”, decidiram se juntar para se divertir no tempo ocioso.

“Eu fiquei convivendo com meu pai durante a quarentena. Eu sempre soube da veia artística e humorista que ele tem, então eu decidi levar isso para as minhas redes sociais. Foi aí que surgiu a ideia de começa a gravar para o TikTok e começamos de forma muito despretensiosa fazer vídeos sobre a nossa rotina”, conta o filho de Boinha.

(Foto: Reprodução / TikTok)

Antes da pandemia, Francisco estava na estrada pelo Brasil, levando seu projeto Tio Francisco. O influencer, que foi diagnosticado com HIV em julho de 2018, viajava o país palestrando para jovens, de forma gratuita, sobre a prevenção do vírus.

“Esse conteúdo em família fez com que muita gente se aproximasse e começasse a compartilhar e gostar dos vídeos, eu acredito muito que seja pela lembrança dos entes queridos”, explica Francisco sobre o feedback que tem recebido dos internautas sobre seus vídeos.

Sobre os bastidores das gravações, Francisco conta que seu pai age naturalmente diante da câmera. Com seu Boinha não há filtro, regra e texto, ele improvisa muito bem.

“Eu acho que o maior segredo dos vídeos estarem viralizando, tendo tanta repercussão, é exatamente a espontaneidade que o meu pai tem, e eu acho que ele representa muito o homem, o avô o pai nordestino”, diz Francisco.

O filho de Boinha explica, ainda, que as ideias para os roteiros dos vídeos são feitos através de datas, como por exemplo, rotina da Semana Santa, assuntos do cotidiano, e lembranças das histórias de sua família.  

(Foto: Reprodução / TikTok)

Já sobre a repercussão dos vídeos, Francisco conta que não esperava, pois não costuma fazer esse tipo de conteúdo em suas redes sociais.

“Eu pensei: ‘eu posso sim fazer o meu ativismo, mas também levar o momento de leveza durante essa pandemia, durante esse momento difícil que todos nós estamos passando’”, conta Francisco, que já acumula, junto com seu pai, 70 milhões de visualizações em todos os vídeos postados e já tem mais de 500.000 seguidores no TikTok.

“Que a gente continue levando essa mensagem positiva de humor de superação e que as pessoas continuem compartilhar os vídeos com outras pessoas que estão passando por momentos difíceis, eu sei que isso não vai resolver os problemas dessas família, mas vai trazer um pouco de alegria, menos sofrimento e quem sabe meu pai consiga representar tantos pais que já se foram, tantos avós que poderia estar aqui e que eu tenho certeza que a figura representa muito sobre isso”, expressa Francisco.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias