CORONAVÍRUS

No Maranhão

1104
203334
192476
4601
Fórum da Educação

TCU realiza fórum para discutir educação no Brasil

“Com fóruns como esse nós decidirmos de fato o futuro do nosso Brasil”, disse o presidente Bolsonaro durante a abertura do evento

(Brasília - DF, 03/12/2020) Cerimônia de Abertura do "4º Fórum Nacional de Controle" (videoconferência). Foto: Marcos Corrêa/PR

O Tribunal de Contas da União (TCU) realiza, hoje (3) e amanhã (4), o 4º Fórum Nacional de Controle que vai tratar sobre inovação e acesso às tecnologias na educação no país. O evento é virtual e os painéis com especialistas serão transmitidos pelo canal do TCU no Youtube.

Para o presidente Jair Bolsonaro, o evento é importante espaço de discussão para a formulação de políticas públicas. “Com fóruns como esse nós decidirmos de fato o futuro do nosso Brasil”, disse durante a abertura do evento.

Coordenado pelo ministro do TCU, Augusto Nardes, o fórum tem o objetivo de integrar as instituições de controle externo e interno da União, estados e municípios, das três esferas de poder, por meio de ações de capacitação e controle, compartilhamento de informações e disseminação de boas práticas de governança. Nessa edição, o evento visa integrar atores que trabalham com inovação e educação no Brasil e buscar soluções para a utilização da tecnologia nesse setor.

Para Nardes, a boa governança é capaz de criar o lastro adequado para a “construção das diretrizes que a nação precisa estabelecer”. “Tenho me dedicado muito nesses últimos anos a divulgar a importância da governança para o desenvolvimento do Brasil, porque tenho convicção que ela representa um dos pré-requisitos para colocar nosso país na rota do crescimento econômico. E eu considero o desenvolvimento fundamental e a base do desenvolvimento é a inovação”, disse.

Também participaram da abertura o procurador-geral da República, Augusto Aras, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o presidente do TCU, José Múcio, e ministros de Estado.

Para Aras, o tema do evento revela a preocupação dos órgãos e pessoas públicas com a educação, “não apenas no aspecto das inovações tecnológicas, mas especialmente em tempo de coronavírus”. São muitos desafios. Um dos maiores é a complexa tarefa de capacitar e oferecer inclusão digital em todo o ensino público por meio de amplo acesso às tecnologias de informação e comunicação. A inclusão digital, sobretudo após o isolamento social pela covid-19, impele o Estado a uma união de esforços pela educação no país”, disse o procurador-geral.

A programação do evento está disponível na página do TCU.

Presidência do TCU

Durante a abertura do fórum, as autoridades agradeceram José Múcio e lembraram da sua atuação à frente do TCU nos últimos anos. O magistrado já anunciou que vai se aposentar do tribunal no fim desse ano. Para a vaga, o Senado aprovou o nome do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, indicado por Bolsonaro.

Múcio e Bolsonaro foram colegas na Câmara dos Deputados e, hoje, Bolsonaro convidou informalmente o ministro para integrar o governo. Para o presidente, a saída de Múcio do TCU é “muito precoce” e ele “ainda tem algumas décadas pela frente para bem ajudar a nossa nação”. “Se a saudade lhe bater, venha para cá, estará entre nós, pode ter certeza, no nosso primeiro time, para do outro lado aqui, no Executivo, traçarmos e bem fazemos política para o futuro da nossa nação”, disse o presidente.

Ontem (2), a ministra Ana Arraes foi eleita para comandar o TCU a partir de 2021, com mandato de um ano, renovável por mais um. O ministro Bruno Dantas foi eleito vice-presidente e corregedor do tribunal.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias