CORONAVÍRUS

No Maranhão

7936
193170
185533
4296

ELEIÇÕES 2020 Veja mais

ELEIÇÕES 2020

“Não dá pra ser esquerda sem trabalho de base”, explica Franklin Douglas, candidato a prefeitura de São Luís

O candidato explicou seu detalhado plano de governo para a cidade de São Luís e sobre os intuitos da “nova esquerda”

Foto: Reprodução

Aconteceu hoje (19), a partir das 20h, a quinta entrevista da série de lives com os candidatos a prefeito de São Luís, pela página do Facebook e pelo Portal do O Imparcial. O quinto candidato entrevistado foi o Franklin Douglas, do PSOL.

O candidato a prefeito iniciou a sabatina afirmando sua auto avaliação sobre o que o faria se tornar prefeito na capital maranhense, e afirma ser “Pela coerência, pelo partido, pelo programa”.

Raimundo Borges, diretor de redação e colunista político, Felipe Klamt, colunista de O Imparcial, Célio Sérgio, editor-chefe, serão os entrevistadores da noite. Dalva Rego, jornalista e apresentadora, será a âncora e também entrevistadora.

Durante a realização da live diversos questionamentos foram feitos ao candidato a prefeitura de São Luís, o candidato Franklin Douglas explicou suas propostas de governo:

“Nós temos propostas para gerar empregos (50 mil empregos), combate à pandemia, o que faremos nos nossos primeiros 100 dias de governo; “São Luís para maioria”, que é o nome do nosso programa na educação, na saúde, no transporte, nas cultura,no turismo, no meio ambiente, no saneamento, no esporte e lazer; São Luís para a maioria para mulheres; São Luís para maioria para negros e negras; com a população LGBTQIA+; pessoas com deficiências; propostas para crianças, adolescentes, juventude e idosos; assistência social; administração participativa e transparente; direito dos animais; limpeza; comunicação democrática; segurança; feiras e habitação popular. Ou seja, um conjunto de propostas que foi construída por mais de 140, quase 150 especialistas das políticas públicas, ouvindo a população em consulta”, ele falou.

Sobre seu posicionamento de esquerda e a construção dessa posição perante os eleitores, o candidato explicou:

“Eu diria uma nova esquerda, a esquerda que tenta pegar exatamente os movimentos novos da nossa sociedade sem abandonar as bases conceituais que determinam o que é a nossa sociedade atual”, e continuou, “Eu acho que a gente tem que estar na base, discutindo com o povo, escutando a população. Não dá pra ser esquerda de gabinete, não dá pra ser esquerda sem trabalho de base”, o candidato do PSOL declarou.

Questionado sobre seu plano de governo detalhado diante o orçamento municipal limitando e de que maneira ele colocaria tudo em prática, ele falou:

“Plano emergencial de emprego, ou seja, gerar 50 mil empregos significa em 4 anos criar todo um ambiente social pelo qual todos os setores se sintam envolvidos em gerar emprego”, ele disse.

A jornalista Dalva Rego o questionou sobre como explicar para grande parte dos eleitores que esse [seu plano e sua candidatura] é o melhor caminho, e ele respondeu:

“Estas eleições tem que ser sobretudo a população uma disputa de projetos, de propostas. De uma disputa em que as pessoas passam de fato, e esse é o nosso maior desafio, é tirar de meio de campo todos esses pré-conceitos que se colocam contra os candidatos que vêm da perspectiva da esquerda para dizer à população ‘Você já pensou? São 130 anos que essa prefeitura tem, quantos negros já foram prefeitos em São Luís?'”, ele pergunta.

  • Franklin Douglas (PSOL)

Franklin Douglas é ludovicense, tem 47 anos, casado e pai de  dois filhos. É professor e doutor em Políticas Públicas, jornalista e advogado. Sua trajetória política é marcada pela militância no movimento estudantil, desde a adolescência, quando foi Presidente do Grêmio Estudantil no Colégio Marista, até à Presidência do DCE da UFMA, quando foi um dos líderes da geração cara-pintada, no impeachment de Collor de Mello.

Leia também:

As entrevistas, de tema livre, tem como objetivo discutir planos e propostas dos candidatos para melhorar a cidade. As lives serão transmitidas pelo Facebook de O Imparcial (facebook.com/oimparcialma), via plataforma Zoom, e também pelo portal de O Imparcial. Elas serão disponibilizadas no Youtube, em até 2h após o encontro.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias