CORONAVÍRUS

No Maranhão

7936
193170
185533
4296

ELEIÇÕES 2020 Veja mais

TECNOLOGIA

Mais de 15 mil brasileiros têm o whatsapp clonado por dia

Crimes da web cresceram mais de 270% durante a pandemia

Imagem: Reprodução.

Crimes da web cresceram mais de 270% durante a pandemia, esta é uma maneira que ciber criminosos tem de forjar golpes pela internet e conseguir muito dinheiro. Um dos crimes mais comuns é a clonagem do Whatsapp, onde mais de 473 mil brasileiros já foram vítimas até momento, segundo análise.

Segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório especializado em segurança digital da PSafe, o processo de clonagem do whatsapp não se trata de pishing, ou seja, não é como uma isca que obtém seus dados, e sim uma articulação para enganar a vítima. Esse tipo de golpe cresceu em 25% comparado a setembro, tendo São Paulo como epicentro dos ataques somando 107 mil vítimas.

Como funciona?

Imagem: Reprodução.Simoni explica que os ciber criminosos realizam um trabalho de monitoramento de sites de vendas, e através deles fazem contato com as vítimas, a fim de enganá-las e conseguirem o código de verificação sob alguma justificativa.

 “Os fraudadores têm robôs que monitoram sites de vendas. Quando entra um anúncio novo, em questão de dois ou três minutos já entram em contato com a pessoa tentando convencê-la a dar o código de verificação com alguma justificativa. É uma manipulação psicológica. A pessoa acaba passando, sem perceber que esse número é do Whatsapp. Isso também acontece muito no Instagram. Os estelionatários observam que a vítima interage com algum perfil de hotel ou restaurante e entram em contato forjando o sorteio de um jantar ou de uma diária.” conta o diretor.

Após entrar em contato com a vítima e ludibriar para conseguir o código da conta do aplicativo, os criminosos começam a se passar pela vítima e conversar com os contatos dela. Para conseguir dinheiro, eles usam a justificativa de precisar de um dinheiro “emprestado”, para pagamento de uma conta, por exemplo.

De acordo com levantamentos, as quadrilhas chegam a conseguir R$ 15 mil por semana, além disso também acionam a verificação em duas etapas do aplicativo para impedir com que a vítima possa fazer a recuperação da conta.

O que fazer caso eu caia no golpe?

O Whatsapp possui um mecanismo de segurança que bloqueia a conta caso a senha seja colocada errada repetidas vezes. A dica é que caso você seja uma vítima do crime, coloque a senha errada diversas vezes a fim de bloquear a conta, desta forma você impede que os criminosos a utilizem também.

Após isto, vá até a polícia e informe o ocorrido, avise seus contatos por meio de outras redes sociais e entre em contato com a empresa do Whatsapp para solicitar a recuperação da conta.

Como se proteger

1 – Em caso de uso pessoal do celular, tenha instalado uma solução de segurança, que alerte sobre Clonagem de WhatsApp em tempo real.

2 – A autentificação em dois fatores é essencial para evitar com que o golpe seja efetuado, por isso ative-a para melhorar a segurança de sua conta.

3 – Nunca compartilhe seu código de confirmação do WhatsApp com terceiros, por sites de vendas ou etc.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias